Delator revela que acertou com Padilha entrega de dinheiro vivo

As revelações do ex-funcionário da Odebrecht José Carvalho Filho, continuam a aparecer; ele disse em depoimento ao TSE que negociou, em 2014, diretamente com o atual chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, o repasse de R$ 4 milhões da empreiteira; o dinheiro em espécie, seria entregue em endereços indicados por Padilha; secretária da Odebrecht então forneceu senhas para que Padilha recebesse o dinheiro; as senhas eram: foguete, árvore, morango, agenda e pinguim

Brasília - Entrevista coletiva com o ministro chefe da casa civil, Eliseu Padilha (Valter Campanato/Agência Brasil)
Brasília - Entrevista coletiva com o ministro chefe da casa civil, Eliseu Padilha (Valter Campanato/Agência Brasil) (Foto: José Barbacena)

247 - As revelações do ex-funcionário da Odebrecht José Carvalho Filho, continuam a aparecer. Ele afirmou na sexta-feira (10), em depoimento ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que negociou, em 2014, diretamente com o atual chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, o repasse de R$ 4 milhões da empreiteira. O dinheiro em espécie, seria entregue em endereços indicados por Padilha.

De acordo com o depoimento, Padilha indicou endereços que Carvalho levou a Maria Lucia Tavares, secretária que atuava no departamento de propina da Odebrecht.

A secretária então forneceu senhas para que Carvalho repassasse a Padilha. As senhas deveriam ser usadas por quem recebesse os R$ 4 milhões.

Segundo Carvalho, ficaram acertadas senhas para valores diferentes:

13/8: R$ 1,5 milhão (foguete);
2/09 - R$ 1 milhão (árvore);
4/9 - R$ 1 milhão (morango);
10/9 - R$ 1 milhão (agenda);
1º/10 - R$ 500 mil (pinguim).

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247