Delcídio: “Não nasci senador e nem vou morrer senador”

Senador Delcídio Amaral (PT-MS), preso pela Lava Jato, teria mostrado um certo conformismo com a possibilidade de perder o mandato em um processo de quebra de decoro parlamentar por conta das acusações de tentar atrapalhar as investigações; segundo o presidente estadual do PT no Mato Grosso do Sul, Antônio Carlos Biffi, que visitou Delcídio na prisão, o parlamentar teria dito que "cumpriu o seu papel"; "Não nasci senador e não vou morrer senador. Cumpri meu papel", teria dito

Senador Delcídio Amaral (PT-MS), preso pela Lava Jato, teria mostrado um certo conformismo com a possibilidade de perder o mandato em um processo de quebra de decoro parlamentar por conta das acusações de tentar atrapalhar as investigações; segundo o presidente estadual do PT no Mato Grosso do Sul, Antônio Carlos Biffi, que visitou Delcídio na prisão, o parlamentar teria dito que "cumpriu o seu papel"; "Não nasci senador e não vou morrer senador. Cumpri meu papel", teria dito
Senador Delcídio Amaral (PT-MS), preso pela Lava Jato, teria mostrado um certo conformismo com a possibilidade de perder o mandato em um processo de quebra de decoro parlamentar por conta das acusações de tentar atrapalhar as investigações; segundo o presidente estadual do PT no Mato Grosso do Sul, Antônio Carlos Biffi, que visitou Delcídio na prisão, o parlamentar teria dito que "cumpriu o seu papel"; "Não nasci senador e não vou morrer senador. Cumpri meu papel", teria dito (Foto: Paulo Emílio)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O senador Delcídio do Amaral (PT-MS), preso em um dos desdobramentos da Operação Lava Jato, disse a políticos que foram visitá-lo na sede da Superintendência da Polícia Federal do Distrito Federal que dificilmente conseguirá salvar o seu mandato de um processo de quebra de decoro parlamentar.

"Não nasci senador e não vou morrer senador. Cumpri meu papel", teria dito Delcídio, segundo o presidente do PT no Mato Grosso do Sul, Antônio Carlos Biffi, que esteve com ele.

"Ele está bem ciente das dificuldades que vai enfrentar. Mas, para ele, a filiação partidária e o mandato são coisas menores. O foco dele é em explicar a armação que foi feita", observou Biffi ao término da visita. O encontro, que durou cerca de uma hora, também contou com participação dos deputados federais Vander Loubet (PT-MS), Zeca do PT (PT-MS) e Dagoberto (PDT-MS), além do prefeito de Jardim, Erney Cunha (PT).

Sobre o fato de o presidente nacional do PT, Rui Falcão, ter defendido publicamente a sua expulsão do partido, Delcídio disse avaliar essa possibilidade como um erro. "Acho que o Rui errou, como errou o Supremo, como errou o Senado. Para mim tanto faz como tanto fez, se ele vai me expulsar ou não", teria dito o senador a Biffi.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247