Depois de tornar Brasil epicentro da pandemia, Bolsonaro diz que não tem nada a ver com o assunto

Em tweet na manhã desta segunda, Bolsonaro tentou se livrar da responsabilidade pela maior tragédia sanitária da história do país, causada por ele próprio. E buscou culpar governadores e prefeitos

(Foto: Isac Nóbrega/PR)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Jair Bolsonaro usou suas redes sociais nesta segunda-feira (8) para se livrar da responsabilidade de ter tornado o Brasil o epicentro da pandemia da Covid-19. Em tweet, ele falseou os termos da decião do Supremo Tribunal Federal (STF) que deu a governadores e prefeitos o poder de resolver sobre o funcionamento do comércio e o isolamento social nas cidades e estados. 

Bolsonaro tentou engananar a opinião pública afirmando em seu tweet que o STF teria determinado a “total responsabilidade” de prefeitos e governadores para conter os impactos da pandemia. 

"Lembro à Nação que, por decisão do STF, as ações de combate à pandemia (fechamento do comércio e quarentena, p.ex.) ficaram sob total responsabilidade dos Governadores e dos Prefeitos", alegou Bolsonaro.

Confira o tweet:

A decisão do Supremo assegurou aos prefeitos e governadores autonomia suficiente para tomar medidas com o objetivo de conter a propagação da Covid-19, mas sem retirar da União a competência necessária para realizar ações e buscar acordos com as autoridades locais. 

No Twitter, a professora de Direito da FGV-SP, Eloísa Machado, respondeu a postagem de Bolsonaro. Ela destaca que o argumento de Bolsonaro está “Errado”, e que o "STF disse que Municípios, Estados e União, TODOS, têm competência e dever de adotar medidas de proteção à saúde”, informa o O Estado de S. Paulo.

Confira o tweet:

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247