Deputados do PSL anunciam obstrução até que PEC da 2ª instância seja votada na Câmara

Iniciativa é encabeçada por Joice Hasselmann, que diz ter reunido um grupo de 20 parlamentares do que chama de "PSL raiz, maduro", e não "vassalo e capachão". "Estamos trazendo outros partidos, vários já acenaram", anunciou ainda

(Foto: Luis Macedo/Câmara dos Deputados)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Um grupo de cerca de 20 deputados do PSL ameaça fazer obstrução até que a Câmara dos Deputados coloque em votação a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que restabelece a possibilidade de prisão após condenação em segunda instância.

A iniciativa é encabeçada pela deputada Joice Hasselmann (PSL-SP) e ganha força após a soltura do ex-presidente Lula, nesta sexta-feira 8, da Polícia Federal em Curitiba. Lula ficou preso politicamente durante 580 dias.

"Eu já anunciei, com um grupo de 20 parlamentares do PSL, que é o PSL raiz, maduro, não é o PSL vassalo e capachão, que vamos entrar com um kit obstrução na Câmara já a partir de segunda-feira. Vamos obstruir todas as pautas, sejam governistas ou não, até que a PEC da prisão em segunda instância seja votada", afirmou Joice.

"Não vamos votar projetos bobinhos enquanto a população pede prisão em segunda instância. Estamos trazendo outros partidos, vários já acenaram, como Podemos, Cidadania, Novo. Precisamos de 51 deputados. No PSL, já temos 20 que fecharam comigo ontem", acrescentou a deputada, segundo o jornal A Tarde.

A deputada Maria do Rosário (PT-RS) protestou com ironia e destacando como será positivo para o País a interrupção de votações de protestos do governo Bolsonaro.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247