Deputados questionam rumos da CPI da Petrobras após depoimento pouco produtivo

O diretor de Gás e Energia da Petrobras, Hugo Repsold Júnior, respondeu perguntas dos deputados durante cerca de três horas e negou ter sido informado da existência de ilícitos na empresa; "Acho que o relator errou ao convocar o senhor Repsold", disse a deputada Eliziane Gama (PPS-MA)

O diretor de Gás e Energia da Petrobras, Hugo Repsold Júnior, respondeu perguntas dos deputados durante cerca de três horas e negou ter sido informado da existência de ilícitos na empresa; "Acho que o relator errou ao convocar o senhor Repsold", disse a deputada Eliziane Gama (PPS-MA)
O diretor de Gás e Energia da Petrobras, Hugo Repsold Júnior, respondeu perguntas dos deputados durante cerca de três horas e negou ter sido informado da existência de ilícitos na empresa; "Acho que o relator errou ao convocar o senhor Repsold", disse a deputada Eliziane Gama (PPS-MA) (Foto: Gisele Federicce)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Agência Câmara - As afirmações do diretor de Gás e Energia da Petrobras, Hugo Repsold Júnior, de que desconhecia o esquema de corrupção na estatal investigado pela Operação Lava Jato levaram os deputados da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Petrobras a questionar os rumos da comissão.

"Acho que o relator errou ao convocar o senhor Repsold", disse a deputada Eliziane Gama (PPS-MA). Os deputados Izalci (PSDB-DF), Onyx Lorenzoni (DEM-RS), Ivan Valente (Psol-SP) e Otávio Leite (PSDB-RJ) também questionaram a presença do diretor da Petrobras diante da CPI. A reunião foi encerrada há pouco.

Repsold Júnior respondeu perguntas dos deputados durante cerca de três horas e negou ter sido informado da existência de ilícitos na empresa. "Fiquei indignado quando soube disso pelos meios de comunicação", disse.

O deputado Ivan Valente propôs uma reunião de emergência para redefinir os próximos depoimentos e questionou o fato de nenhum empresário ter sido convocado.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247