Desempenho de Lula e do PT nas pesquisas pressiona potenciais aliados

Para petistas, candidatos próprios podem ter êxito nos estados sem a necessidade de alianças

www.brasil247.com -
(Foto: Ricardo Stuckert)
Siga o Brasil 247 no Google News

247 - O bom desempenho do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva nas pesquisas eleitorais - o petista lidera as intenções de voto em todos os levantamentos - têm levado integrantes do partido a avaliarem que o timing das discussões para a formação de alianças voltou a ser favorável à legenda. A análise vem das pressões exercidas por membros e aliados  sobre a direção de partidos, como o PSB, para que as discussões de uma aliança com o Partido dos Trabalhadores seja acelerada. 

“Na visão desses interlocutores, o calendário virou mostrando a consolidação de pré-candidaturas petistas com chances de vitória em Pernambuco, Rio Grande do Sul, Espírito Santo e São Paulo, onde o PSB gostaria de ter a primazia na escolha dos candidatos a governador em caso de aliança. Em linhas gerais, há um sentimento de que Carlos Siqueira, presidente do PSB, vem desperdiçando oportunidades”, destaca a Coluna do Estadão, do jornal O Estado de S. Paulo. 

De acordo com a reportagem, o PT admite apenas abrir mão de uma candidatura própria no Rio de Janeiro. Neste caso, o partido deverá apoiar a postulação do deputado federal Marcelo Freixo (PSB) ao governo fluminense, assegurando um palanque forte para Lula. Em outros estados visados pelo PSB, o PT avalia que os integrantes da própria legenda - Marília Arraes, Humberto Costa (ambos em Pernambuco), Fernando Haddad (São Paulo), Fabiano Contarato (Espírito Santo) e Edegar Pretto (Rio Grande do Sul) - podem vencer as eleições sem o apoio dos socialistas.

PUBLICIDADE

Visando a reeleição e com receio de ficarem sem um palanque forte, deputados federais e estaduais do PSB de todo o País querem que Siqueira acelere as conversas com o PT visando a formação de alianças para o pleito de outubro. 

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista: 

PUBLICIDADE

 

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email