Dilma cede à pressão de Lula para garantir alianças em SP

Presidente teria pedido o cargo de Paulo Srgio Passos nos Transportes para acomodar o PR de volta na Esplanada; o problema que o PMDB tambm est de olho na vaga

Dilma cede à pressão de Lula para garantir alianças em SP
Dilma cede à pressão de Lula para garantir alianças em SP (Foto: Gisele Federicce)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Em conversa ontem pela manhã com Paulo Sérgio Passos (Transportes), Dilma Rousseff disse claramente ao ministro que deverá precisar de seu cargo para acomodar o PR de volta na Esplanada. A presidente prometeu, ainda, realocar o técnico na pasta, provavelmente na secretaria-executiva, seu posto anterior. As informações são deVera Magalhães, da Folha.

Em São Paulo, Lula quer garantir o apoio do PR para a candidatura de Fernando Haddad. No Planalto, Dilma quer acalmar os ânimos da base aliada. Líderes de partidos da base de apoio ameaçaram fazer uma rebelião para surpreender o governo numa próxima votação importante, como a criação do fundo de pensão dos servidores públicos, vital para ajustar as contas da Previdência. PMDB, PTB, PDT e PR estão entre os aliados mais revoltados com o avanço fisiológico dos petistas paulistas no governo Dilma. Os partidos acusam o PT paulista, que já controla os 11 ministérios mais ambicionados, de “aparelhar” até o segundo e terceiro escalões.

O problema é que o PMDB também está interessado na vaga de Passos. Mendes Ribeiro iria para os Transportes, e o PR ficaria com a Agricultura. A sigla não só rechaçou a troca como ameaça desembarcar da candidatura de Henrique Alves (RN) à presidência da Câmara, se o PMDB insistir no arranjo.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email