Dilma cita Churchill para condenar reaproximação entre o PT e Marta Suplicy

Quando perguntada sobre como via os acenos do PT a Marta, Dilma fez uma recordação histórica: “Podem fazer, mas eu lembro do que disse Churchill a Chamberlein.” Eis a frase de Churchill: “entre a desonra e a guerra, escolheram a desonra e terão a guerra”

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Por Joaquim de Carvalho, no DCM – A ex-presidente Dilma Rousseff tem uma frase que sintetiza como vê os acenos que são feitos por petistas em direção à ex-prefeita Marta, que teve papel de destaque no golpe que a tirou do poder.

A frase é de Winston Churchill, dita depois que o então primeiro-ministro da Inglaterra, Neville Chamberlain, voltou de um encontro com Hitler em Munique, onde foi assinado um acordo.

A Inglaterra aceitou a anexação pela Alemanha de um território onde hoje fica a República Tcheca, chamada Sudetos. Era, segundo Hitler, a última reivindicação territorial da Alemanha.

Churchill sabia que não seria assim, e criticou Chamberlein:

“Entre a desonra e a guerra, escolheram a desonra e terão a guerra”, afirmou Churchill.

Batata.

Um ano depois, Hitler comandou a anexação da Polônia e teve início a Segunda Guerra.

Quando perguntada sobre como via os acenos à Marta, Dilma responde: “Podem fazer, mas eu lembro do que disse Churchill a Chamberlein.”

Leia a íntegra no DCM

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247