Dilma contesta Delcídio e diz que não nomeou Cerveró

Presidente Dilma Rouseff (PT) negou que tenha nomeado Nestor Cerveró para a área Internacional da Petrobras quando era ministra de Minas e Energia; acusação foi feita pelo senador Delcídio do Amaral (PT) em depoimento à Polícia Federal e ao Ministério Público; "A presidenta Dilma Rousseff nunca consultou o senador Delcídio Amaral ou qualquer outra pessoa acerca da nomeação de Nestor Cerveró, para a diretoria da Petrobras" e "no período em que exerceu a função de ministra de Minas Energia, nunca sequer foi consultada ou mesmo participou, em qualquer medida, dessa indicação", disse nota do Palácio do Planalto

Bras�lia - A presidenta Dilma Rousseff participa da abertura da 5� Confer�ncia Nacional de Seguran�a Alimentar e Nutricional, no Centro de Conven��es Ulysses Guimar�es (Valter Campanato/Ag�ncia Brasil)
Bras�lia - A presidenta Dilma Rousseff participa da abertura da 5� Confer�ncia Nacional de Seguran�a Alimentar e Nutricional, no Centro de Conven��es Ulysses Guimar�es (Valter Campanato/Ag�ncia Brasil) (Foto: José Barbacena)

247 - A presidente Dilma Rouseff (PT) negou que tenha nomeado Nestor Cerveró para a área Internacional da Petrobras quando era ministra de Minas e Energia. A acusação foi feita pelo senador Delcídio do Amaral (PT) em depoimento à Polícia Federal e ao Ministério Público. 

Segundo a Secretaria de Comunicação Social, "a presidenta Dilma Rousseff nunca consultou o senador Delcídio Amaral ou qualquer outra pessoa acerca da nomeação de Nestor Cerveró, para a diretoria da Petrobras" e "no período em que exerceu a função de ministra de Minas Energia, nunca sequer foi consultada ou mesmo participou, em qualquer medida, dessa indicação".

O Planalto informa que "aliás, como é público e notório, a presidenta da República não manteve relações pessoais com Nestor Cerveró, seja antes ou depois da sua designação para a diretoria da Petrobras".

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247