Dilma deve abrir lista da reforma ministerial

Apenas dois nomes são dados como certos até agora; saída oficial de Alexandre Padilha, do Ministério da Saúde, foi adiada por pronunciamento; titular da pasta e pré-candidato ao governo de São Paulo entrou em cadeia nacional na noite desta quarta-feira para informar início da vacinação contra HPV; posse de Arthur Chioro está agendada para a próxima semana; na Casa Civil, Aloizio Mercadante assume no lugar de Gleisi Hoffmann, pré-candidata ao governo do Paraná 

Apenas dois nomes são dados como certos até agora; saída oficial de Alexandre Padilha, do Ministério da Saúde, foi adiada por pronunciamento; titular da pasta e pré-candidato ao governo de São Paulo entrou em cadeia nacional na noite desta quarta-feira para informar início da vacinação contra HPV; posse de Arthur Chioro está agendada para a próxima semana; na Casa Civil, Aloizio Mercadante assume no lugar de Gleisi Hoffmann, pré-candidata ao governo do Paraná 
Apenas dois nomes são dados como certos até agora; saída oficial de Alexandre Padilha, do Ministério da Saúde, foi adiada por pronunciamento; titular da pasta e pré-candidato ao governo de São Paulo entrou em cadeia nacional na noite desta quarta-feira para informar início da vacinação contra HPV; posse de Arthur Chioro está agendada para a próxima semana; na Casa Civil, Aloizio Mercadante assume no lugar de Gleisi Hoffmann, pré-candidata ao governo do Paraná  (Foto: Roberta Namour)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – A aguardada reforma ministerial pode ser anunciada oficialmente nesta quinta-feira. Apenas dois nomes foram confirmados até agora e as posses foram agendadas para a próxima segunda-feira: Aloizio Mercadante, na Casa Civil, no lugar de Gleisi Hoffmann, pré-candidata ao governo do Paraná; e Arthur Chioro, na Saúde, no lugar de Alexandre Padilha, candidato do PT ao governo de São Paulo.

A decisão de esperar alguns dias para a troca partiu do Palácio do Planalto após Padilha ter feito seu pronunciamento na noite desta quarta, para informar o início da vacinação contra HPV. Sua inserção na TV como ministro demissionário poderia causar reações na oposição.

Na Casa Civil, Valdir Simão, que já trabalhava no cargo de coordenador do Gabinete Digital da Presidência da República, vai assumir a secretaria-executiva.

Dilma ainda pretende encontrar possíveis candidatos aos Ministérios antes de divulgar as próximas trocas. É o caso do governador Cid Gomes (Pros-CE), que afirmou nesta quarta que não tem nem "nunca teve menor apetite por ministério".

 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

Apoie o 247

WhatsApp Facebook Twitter Email