Dilma evita convocar 'o' PMDB e só chama Temer

Presidente chama vice-presidente ao Palácio da Alvorada; caciques do PMDB ficam à espera no Palácio do Jaburu, vizinho; eles se reuniram com Michel Temer antes de ele ir até Dilma Rousseff; combinado é que ele peça a ela sexto ministério para o partido; presidente estava preparada para pedir cabeça do líder na Câmara Eduardo Cunha

Presidente chama vice-presidente ao Palácio da Alvorada; caciques do PMDB ficam à espera no Palácio do Jaburu, vizinho; eles se reuniram com Michel Temer antes de ele ir até Dilma Rousseff; combinado é que ele peça a ela sexto ministério para o partido; presidente estava preparada para pedir cabeça do líder na Câmara Eduardo Cunha
Presidente chama vice-presidente ao Palácio da Alvorada; caciques do PMDB ficam à espera no Palácio do Jaburu, vizinho; eles se reuniram com Michel Temer antes de ele ir até Dilma Rousseff; combinado é que ele peça a ela sexto ministério para o partido; presidente estava preparada para pedir cabeça do líder na Câmara Eduardo Cunha (Foto: Felipe L. Goncalves)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – A presidente Dilma Rousseff evitou num primeiro momento fazer uma reunião com toda a cúpula do PMDB de uma só vez, conforme era a expectativa em Brasília para a noite deste domingo 9. Em lugar de convocar ao Palácio da Alvorada os caciques da legenda como o presidente Valdir Raupp, os presidentes do Senado e da Câmara, Renan Calheiros e Henrique Alves, e o líder no Senado Eunício Oliveira, Dilma deixou-se esperando no Palácio do Jaburu e chamou apenas o morador daquele endereço, o vice-presidente Michel Temer, para falar da crise entre o partido, o PT e seu governo.

Pelo novo roteiro, Temer deverá voltar ao Jaburu com o resultado de sua conversa com Dilma. Um chamamento da presidente aos peemedebistas que permaceram no palácio vizinho não estava nas contas dos repórteres que esperam do lado de fora do Alvorada.

A previsão inicial era a de que Temer iria pedir para o PMDB um sexto ministério, além da confirmação da manutenção da pasta do Turismo pela legenda. Irritada com o líder do partido na Câmara, Eduardo Cunha, Dilma bateria de frente com ele em suas avaliações a Temer.

O futuro da aliança entre o PMDB e o PT e o apoio à reeleição da presidente Dilma está em jogo (mais).

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email