Dilma faz périplo nos EUA para denunciar o golpe

Após fazer uma palestra em Harvard no último sábado, onde denunciou o golpe que a tirou do poder, Dilma Rousseff agora faz um périplo por outras partes dos EUA para reforçar a mensagem e mostrar a retomada de um projeto neoliberal no Brasil; Dilma participará de três debates em Nova York, três em Washington e irá a Providence e Boston

dilma
 
dilma   (Foto: Giuliana Miranda)

247 - A presidente deposta Dilma Rousseff faz um périplo pelos Estados Unidos, onde pretende "denunciar o golpe" e "a retomada de um projeto neoliberal no Brasil". Ela vai argumentar que a agenda de Michel Temer pretende levar o país "a relações internacionais de submissão às grandes economias" e o fará, curiosamente, na maior e na mais liberal delas, a americana.

As informações são de reportagem do Valor.

"Dilma participará de três debates em Nova York, três em Washington e irá a Providence e Boston. A primeira etapa da viagem ocorreu no sábado, quando Dilma foi a oradora principal da Brazil Conference, evento organizado por estudantes brasileiros da Universidade de Harvard e do Massachusetts Institute of Technology (MIT) com apoio da Fundação Lemann, de bancos e empresas brasileiras. Em sua palestra, Dilma mostrou como pretende alegar nos EUA que foi vítima de um golpe parlamentar no Brasil.

'Vocês, americanos, se envergonhariam se destituíssem um presidente nessas condições: sem crime de responsabilidade", afirmou para uma plateia que estava lotada por estudantes e celebridades brasileiras, como o cantor Gilberto Gil, o publicitário Nizan Guanaes e o apresentador Luciano Huck.

'Nos Estados Unidos, se um presidente num processo completamente ilegal for impichado pelo Senado, mesmo tendo sido seguido um processo na Constituição com todas as suas regras, mas sem ato qualificado como 'high crime' ("crime alto"), isso não seria legítimo. Seria um golpe contra a Constituição americana. O que aconteceu no Brasil foi algo muito semelhante a essa hipótese'."

Conheça a TV 247

Mais de Poder

O presidente do PSL, deputado Luciano Bivar
Poder

PSL pode se juntar ao PP

As conversas de fusão do DEM com o PSL estão perdendo força, e Luciano Bivar, presidente da sigla, sentou à mesa com outro cacique da direita: Ciro Nogueira, o poderoso chefão do PP

Ao vivo na TV 247 Youtube 247