Dilma: Hillary foi digna ao rejeitar o golpismo

Em mensagem nas redes sociais, a presidente eleita e afastada por um golpe parlamentar, Dilma Rousseff, elogiou a candidata derrotada nos Estados Unidos, Hillary Clinton, por "mostrar o espírito de uma liderança de tradição democrática"; "Mesmo tendo maioria nas urnas, aceitou as regras da disputa eleitoral, reconhecendo a vitória de Donald Trump no colégio eleitoral. Na democracia o que importa é o respeito às regras do jogo", disse; Dilma escreveu ainda que "a democracia é um sistema que prevê ganhadores e perdedores nas eleições diretas" e que "a tradição de um democrata é reconhecer a derrota"; pena que Hillary não tenha feito nada para conter o apoio dos Estados Unidos ao golpe no Brasil, liderado pelo senador Aécio Neves (PSDB-MG), derrotado por Dilma em 2014

Em mensagem nas redes sociais, a presidente eleita e afastada por um golpe parlamentar, Dilma Rousseff, elogiou a candidata derrotada nos Estados Unidos, Hillary Clinton, por "mostrar o espírito de uma liderança de tradição democrática"; "Mesmo tendo maioria nas urnas, aceitou as regras da disputa eleitoral, reconhecendo a vitória de Donald Trump no colégio eleitoral. Na democracia o que importa é o respeito às regras do jogo", disse; Dilma escreveu ainda que "a democracia é um sistema que prevê ganhadores e perdedores nas eleições diretas" e que "a tradição de um democrata é reconhecer a derrota"; pena que Hillary não tenha feito nada para conter o apoio dos Estados Unidos ao golpe no Brasil, liderado pelo senador Aécio Neves (PSDB-MG), derrotado por Dilma em 2014
Em mensagem nas redes sociais, a presidente eleita e afastada por um golpe parlamentar, Dilma Rousseff, elogiou a candidata derrotada nos Estados Unidos, Hillary Clinton, por "mostrar o espírito de uma liderança de tradição democrática"; "Mesmo tendo maioria nas urnas, aceitou as regras da disputa eleitoral, reconhecendo a vitória de Donald Trump no colégio eleitoral. Na democracia o que importa é o respeito às regras do jogo", disse; Dilma escreveu ainda que "a democracia é um sistema que prevê ganhadores e perdedores nas eleições diretas" e que "a tradição de um democrata é reconhecer a derrota"; pena que Hillary não tenha feito nada para conter o apoio dos Estados Unidos ao golpe no Brasil, liderado pelo senador Aécio Neves (PSDB-MG), derrotado por Dilma em 2014 (Foto: Gisele Federicce)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Em mensagem nas redes sociais, a presidente eleita e afastada por um golpe parlamentar no Brasil, Dilma Rousseff, elogiou a candidata derrotada nos Estados Unidos, Hillary Clinton, por "mostrar o espírito de uma liderança de tradição democrática" ao reconhecer sua derrota.

"Mesmo tendo maioria nas urnas, aceitou as regras da disputa eleitoral, reconhecendo a vitória de Donald Trump no colégio eleitoral. Na democracia o que importa é o respeito às regras do jogo", escreveu Dilma.

Alfinetando o senador Aécio Neves (PSDB-MG), que não se conformou com o resultado das eleições de 2014 e pediu revisão das urnas, ela disse ainda que "a democracia é um sistema que prevê ganhadores e perdedores nas eleições diretas" e que "a tradição de um democrata é reconhecer a derrota". 

Confira abaixo a íntegra do texto:

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247