Dilma reconstrói suas pontes com o Congresso

Enfrentando um começo de governo tumultuado na relação com o Congresso Nacional, a presidente Dilma Rousseff afirmou nesta quarta (11), que incluirá na coordenação política do governo os ministros Gilberto Kassab (Cidades), do PSD; Aldo Rebelo (Ciência e Tecnologia), do PC do B; e Eliseu Padilha (Aviação Civil), do PMDB; ela, no entanto, negou que o ministro da Casa Civil, Aloizio Mercadante, deixará a articulação política do governo; "Vamos colocar esses ministros na coordenação e chamar eventualmente outros ministros para participar da discussão, principalmente quando o assunto for correlato a eles", explicou ela, que afirmou que as reuniões de coordenação poderão ser "semanais" ou "mais que semanais"

Enfrentando um começo de governo tumultuado na relação com o Congresso Nacional, a presidente Dilma Rousseff afirmou nesta quarta (11), que incluirá na coordenação política do governo os ministros Gilberto Kassab (Cidades), do PSD; Aldo Rebelo (Ciência e Tecnologia), do PC do B; e Eliseu Padilha (Aviação Civil), do PMDB; ela, no entanto, negou que o ministro da Casa Civil, Aloizio Mercadante, deixará a articulação política do governo; "Vamos colocar esses ministros na coordenação e chamar eventualmente outros ministros para participar da discussão, principalmente quando o assunto for correlato a eles", explicou ela, que afirmou que as reuniões de coordenação poderão ser "semanais" ou "mais que semanais"
Enfrentando um começo de governo tumultuado na relação com o Congresso Nacional, a presidente Dilma Rousseff afirmou nesta quarta (11), que incluirá na coordenação política do governo os ministros Gilberto Kassab (Cidades), do PSD; Aldo Rebelo (Ciência e Tecnologia), do PC do B; e Eliseu Padilha (Aviação Civil), do PMDB; ela, no entanto, negou que o ministro da Casa Civil, Aloizio Mercadante, deixará a articulação política do governo; "Vamos colocar esses ministros na coordenação e chamar eventualmente outros ministros para participar da discussão, principalmente quando o assunto for correlato a eles", explicou ela, que afirmou que as reuniões de coordenação poderão ser "semanais" ou "mais que semanais" (Foto: Valter Lima)

247 - A presidente Dilma Rousseff afirmou nesta quarta-feira (11), após cerimônia de entrega de unidades habitacionais do programa Minha Casa, Minha Vida em Rio Branco (AC), que incluirá na coordenação política do governo os ministros Gilberto Kassab (Cidades), do PSD; Aldo Rebelo (Ciência e Tecnologia), do PC do B; e Eliseu Padilha (Aviação Civil), do PMDB. Ela, no entanto, negou que o ministro da Casa Civil, Aloizio Mercadante, deixará a articulação política do governo.

"Vamos colocar na coordenação o ministro Kassab, o ministro Aldo Rebelo, o ministro [Eliseu] Padilha e vamos chamar eventualmente ministros para participar da discussão, principalmente quando o assunto for correlato a eles", disse a presidente.

De acordo com ela, além de Kassab, Aldo e Padilha, outros ministros serão chamados a participar das reuniões de coordenação, que poderão ser "semanais" ou "mais que semanais". "É muito flexível, é um sistema de governo", declarou.

“Nós vamos aumentar o número de pessoas e de partidos [na coordenação], obviamente, e vamos fazer rodízio sistematicamente, trazendo ministros novos para o debate, chamando um ministro em uma semana e na outra semana a gente chama mais um ministro”, afirmou.

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247