Dilma: são reacionários, mas não loucos ao ponto de prender o Lula

Presidente deposta Dilma Rousseff (PT) concedeu entrevista ao jornalista argentino Dario Pignotti, correspondente do jornal Pagina 12 no Brasil; Pignotti perguntou a Dilma sobre a possibilidade de Lula ser preso; "Eles são loucos. São conservadores, reacionários, repressores, mas não se arriscariam a prender Lula para transformá-lo em um herói. E mais; com que justificativa prenderiam Lula? Não podem alegar que tem dificuldades de encontrá-lo porque é um homem público. Me parece que para eles seria muito complicado prendê-lo. Eu descarto essa possibilidade"; Dilma afirmou também que o PT não tem um plano B, caso Lula seja condenado: "Nós temos o plano Lula"

lula dilma
lula dilma (Foto: José Barbacena)

247 - A presidente deposta Dilma Rousseff (PT) concedeu entrevista ao jornalista argentino Dario Pignotti, correspondente do jornal Pagina 12 no Brasil. O foco principal da entrevista, claro, foi o julgamento do ex-presidente Lula, no próximo dia 24, pelo TRF 4, em Porto Alegre. Dilma confirma que estará na capital gaúcha comandando a mobilização a favor de Lula e avisa: "A essa hora o que a vida exige é coragem".

Pignotti pergunta a Dilma se ela acha que os juízes podem determinar a prisão de Lula. "Eles são loucos. São conservadores, reacionários, repressores, mas não se arriscariam a prender Lula para transformá-lo em um herói. E mais; com que justificativa prenderiam Lula? Não podem alegar que tem dificuldades de encontrá-lo porque é um homem público. Me parece que para eles seria muito complicado prendê-lo. Eu descarto essa possibilidade", afirmou Dilma.

A petista revelou que o PT não tem o chamado "plano B", em caso de Lula ser retirado da corrida eleitoral. "Não temos plano B. O que temos é o plano Lula, não há outro candidato. Isso significa que vamos mantê-lo seja qual for o resultado. Essa decisão política é irreversível. É uma resposta aos golpistas que querem tirá-lo da eleição a qualquer custo".

Dilma Rousseff falou também que o golpe está em curso e a prioridade dos golpistas agora é impedir a candidatura de Lula. "O outro passo do golpe é a consolidação do retrocesso que se deu com o congelamento dos gastos públicos durante 20 anos, isso logo depois do impeachment".

Leia a entrevista completa no Pagina 12

 

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247