Dilma: setor elétrico era “uma confusão”

“Pessoas, talvez mal informadas e desavisadas, disseram que o Brasil ia ter racionamento. Estão completamente equivocadas. Inclusive, vão parar de falar isso, porque contra a realidade não há argumentos. Assim sendo, quero dizer duas coisas nessa área: a conta de luz vai ser reduzida sim. Segundo, não vai faltar energia para este País crescer”, disse a presidente durante inauguração do Parque Eólico de Sergipe

Dilma: setor elétrico era “uma confusão”
Dilma: setor elétrico era “uma confusão” (Foto: Roberto Stuckert Filho)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Valter Lima _especial para o 247 - A presidente Dilma Rousseff (PT) afirmou nesta terça-feira, 29, em Barra dos Coqueiros (SE), durante inauguração do Parque Eólico de Sergipe, que a segurança da matriz energética brasileira melhorou muito na última década. “No passado, tínhamos um setor elétrico que quando precisava não conseguia importar energia do Sul para o Nordeste, nem levar energia do Norte para o Sudeste. Estava uma confusão. Hoje nós temos 121 mil megawatts de energia e vamos dobrar este número em quinze anos”, disse.

Segundo Dilma, “o que tem que ficar claro é que o Brasil tem energia suficiente para crescer”. A presidente ainda mandou recado para a oposição e a imprensa. “Pessoas, talvez mal informadas e desavisadas, disseram que o Brasil ia ter racionamento. Estão completamente equivocadas. Inclusive vão parar de falar isso porque contra a realidade não há argumentos. Assim sendo, quero dizer duas coisas nessa área: a conta de luz vai ser reduzida sim. Segundo, não vai faltar energia para este País crescer”, arrematou.

Dilma ainda ressaltou que, neste ano, o País vai bater um recorde no aumento da capacidade energética. “De geração de energia, serão 8,5 mil megawatts. E de linha de transmissão vão entrar em funcionamento em torno de 7,4 mil quilômetros”, frisou. De acordo com a presidente, 2013 será o ano de “grande crescimento das oportunidades” do Brasil. “Será o ano de ver amadurecer tudo o que nós fizemos durante os dois últimos anos”, disse.

Parque Eólico de Sergipe

Fruto de um financiamento de 56 milhões de dólares junto ao China Development Bank (CDB), a Usina de Energia Eólica de Sergipe, empreendimento do grupo Engevix, terá capacidade de produzir 34,5 megawatts, o que representa energia suficiente para abastecer uma cidade com 120 mil habitantes. Esta energia é produzida através dos aerogeradores instalados nas 23 torres de 100 metros de altura.

A UEE Barra dos Coqueiros comercializou sua energia no primeiro leilão exclusivo de energia eólica do Brasil. A energia será contratada pela Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE) como energia de reserva por um prazo de 20 anos.

O governador de Sergipe, Marcelo Déda ressaltou a importância do empreendimento para o Estado. "O Brasil é um País que oferece segurança energética. Seguindo a mesma linha, Sergipe produz energia termoelétrica, etanol e 14,44% da energia elétrica do Nordeste. Agora, vamos contribuir para a diminuição do aquecimento global com a geração de energia limpa", disse.

"Ter energia significa garantir que o País cresça. E a Usina Eólica, além de gerar energia limpa, é algo bonito de se ver. Sergipe está contribuindo com as reservas de energia para o Brasil. Com mais essa contribuição da usina sergipana, o Brasil tem energia suficiente para assegurar o grande crescimento das oportunidades", destacou Dilma.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247