Dilma sobre Cunha: “Antes tarde do que nunca”

Presidente afastada comenta pela primeira vez a cassação de Eduardo Cunha, principal articulador do golpe contra ela, quando era presidente da Câmara dos Deptuados; "Antes tarde do que nunca, mas os custos políticos da demora feriram a democracia brasileira com o golpe do impeachment", afirmou

Presidente afastada comenta pela primeira vez a cassação de Eduardo Cunha, principal articulador do golpe contra ela, quando era presidente da Câmara dos Deptuados; "Antes tarde do que nunca, mas os custos políticos da demora feriram a democracia brasileira com o golpe do impeachment", afirmou
Presidente afastada comenta pela primeira vez a cassação de Eduardo Cunha, principal articulador do golpe contra ela, quando era presidente da Câmara dos Deptuados; "Antes tarde do que nunca, mas os custos políticos da demora feriram a democracia brasileira com o golpe do impeachment", afirmou (Foto: Gisele Federicce)

247 – A presidente afastada Dilma Rousseff comentou pela primeira vez a cassação de Eduardo Cunha (PMDB-RJ), principal articulador do golpe contra ela, quando era presidente da Câmara dos Deputados.

Cunha perdeu o mandato na última segunda-feira 12, por 450 votos contra apenas 10 favoráveis. Foi ele quem aceitou o pedido de impeachment contra Dilma quando presidia a Câmara, em 2015.

"Antes tarde do que nunca, mas os custos políticos da demora feriram a democracia brasileira com o golpe do impeachment", comentou Dilma, em e-mail enviado à Folha, segundo a coluna Painel.

Conheça a TV 247

Mais de Poder

Ao vivo na TV 247 Youtube 247