Dirigentes do DEM aprovam fusão com PTB

Comando nacional do partido de oposição aprovou, por 21 votos a 4, tratativas para a união das duas siglas, que valerá a partir das eleições municipais de 2016; "Vamos ter eleições municipais, poderemos ser tragados nesse processo que está por vir. O PTB é um partido que está francamente a caminho da oposição. Queremos uma aliança que aumente a nossa musculatura", disse o presidente do DEM, José Agripino Maia (RN)

senador José Agripino (DEM-RN)
senador José Agripino (DEM-RN) (Foto: Roberta Namour)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Comando nacional do partido do DEM aprovou, por 21 votos a 4, tratativas para a união com o PTB, que valerá a partir das eleições municipais de 2016.

Apesar de o partido integrar a base de apoio do governo, o presidente do DEM, José Agripino Maia (RN) descarta deixar oposição à gestão do PT: "Está no acordo feito previamente com o PTB o atestado de que o partido terá a orientação política que o Brasil conhece. Prova disso é que manteremos os nossos atuais líderes da Câmara e do Senado". 

Ele sinaliza que fusão pode trazer “folego” ao partido: "Vamos ter eleições municipais, poderemos ser tragados nesse processo que está por vir. O PTB é um partido que está francamente a caminho da oposição. Queremos uma aliança que aumente a nossa musculatura", disse.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247