Dissidentes de PSDB e PSB desistem de ir para o partido de Bolsonaro

Filiação do deputado Jair Bolsonaro (RJ) ao PSL, legenda pela qual pretende se lançar candidato à presidência, fez um grupo de ao menos outros 12 deputados federais desistir de integrar o partido

Brasília - Deputado Jair Bolsonaro discursa durante sessão para eleição do presidente da Câmara dos Deputados e demais membros da mesa diretora (Marcelo Camargo/Agência Brasil)
Brasília - Deputado Jair Bolsonaro discursa durante sessão para eleição do presidente da Câmara dos Deputados e demais membros da mesa diretora (Marcelo Camargo/Agência Brasil) (Foto: Gisele Federicce)

247 - A filiação do deputado federal Jair Bolsonaro (RJ) ao PSL, legenda pela qual pretende se lançar candidato à presidência da República, fez um grupo de ao menos outros 12 deputados federais desistir de integrar o partido.

O grupo era formado principalmente por parlamentares jovens dissidentes do PSDB e do PSB, segundo reportagem de Igor Gadelha, do Estadão. Eles negociavam a filiação pela ala chamada Livres, liderada por Sérgio Bivar, filho do deputado federal e ex-presidente da legenda Luciano Bivar (PE).

Os deputados do PSDB que conversaram com o PSL, por meio do deputado Daniel Coelho (PSDB-PE), fazem parte da ala conhecida como "cabeças-pretas", tucanos mais jovens que demonstram descontentamento com o governo Michel Temer. Entre eles, estavam o próprio Coelho, Pedro Cunha Lima (PB), Mariana Carvalho (RO) e Pedro Vilela (AL).

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247