Eleição não acabou e Bolsonaro já dita ordens a Temer, que obedece

O segundo turno da eleição presidencial ainda nem acabou e o candidato de extrema direita Jair Bolsonaro (PSL) já está ditando diretrizes no Governo Federal. Nesta linha, e determinou que emissários pressionassem Michel Temer para que ele sustasse a nomeação de quatro vice-presidentes da Caixa Econômica Federal, além da indicação para cargos de confiança em agências reguladoras, no que foi prontamente atendido

Eleição não acabou e Bolsonaro já dita ordens a Temer, que obedece
Eleição não acabou e Bolsonaro já dita ordens a Temer, que obedece

247 - O segundo turno da eleição presidencial ainda nem acabou e o candidato de extrema direita Jair Bolsonaro (PSL) já está ditando diretrizes no Governo Federal. Nesta linha, e determinou que emissários pressionassem Michel Temer para que ele sustasse a nomeação de quatro vice-presidentes da Caixa Econômica Federal, além da indicação para cargos de confiança em agências reguladoras, no que foi atendido.

Bolsonaro deseja, caso eleito, ser ele próprio o responsável pelas nomeações dos cargos em aberto. De acordo com o jornal Folha de S. Paulo, Temer teria cedido visando compensações futuras, como a manutenção de aliados em alguns cargos e a manutenção de programas de sua gestão.

O ministro da Secretaria de Governo, Carlos Marun (MDB) ,tentou minimizar a pressão exercida por Bolsonaro e seus aliados alegando que "ao fim de governo, é ideal que não tenha esse tipo de modificação. Não é hora de fazer mudança. Que o próximo presidente faça essas alterações".

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247