Em fim de carreira melancólico, FHC defende Huck

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) avaliou como positiva uma candidatura do apresentador Luciano Huck à Presidência da República com o objetivo de "arejar" e "botar em perigo a política tradicional"; "É bom ter gente como Luciano porque precisa arejar, botar em perigo a política tradicional, mesmo que seja do meu partido. É preciso que ela seja desafiada por pessoas portadoras de ideias e processos políticos novos para que o próprio partido possa avançar. Está havendo sinal nessa direção", disse o tucano

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) avaliou como positiva uma candidatura do apresentador Luciano Huck à Presidência da República com o objetivo de "arejar" e "botar em perigo a política tradicional"; "É bom ter gente como Luciano porque precisa arejar, botar em perigo a política tradicional, mesmo que seja do meu partido. É preciso que ela seja desafiada por pessoas portadoras de ideias e processos políticos novos para que o próprio partido possa avançar. Está havendo sinal nessa direção", disse o tucano
O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) avaliou como positiva uma candidatura do apresentador Luciano Huck à Presidência da República com o objetivo de "arejar" e "botar em perigo a política tradicional"; "É bom ter gente como Luciano porque precisa arejar, botar em perigo a política tradicional, mesmo que seja do meu partido. É preciso que ela seja desafiada por pessoas portadoras de ideias e processos políticos novos para que o próprio partido possa avançar. Está havendo sinal nessa direção", disse o tucano (Foto: Leonardo Lucena)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) avaliou como positiva uma candidatura do apresentador Luciano Huck à Presidência da República com o objetivo de "arejar" e "botar em perigo a política tradicional".

"É bom ter gente como Luciano porque precisa arejar, botar em perigo a política tradicional, mesmo que seja do meu partido. É preciso que ela seja desafiada por pessoas portadoras de ideias e processos políticos novos para que o próprio partido possa avançar. Está havendo sinal nessa direção", disse o tucano durante entrevista à Jovem Pan.

FHC alertou que Huck precisará de estrutura partidária para viabilizar uma eventual candidatura ao Palácio do Planalto.

"Eu gosto do Huck. Sou amigo dele e da família. Acho que para o Brasil seria bom. Seria bom ter mais opções. Não quer dizer que esteja apoiando. Mas as pessoas que não têm partido para governar têm muita dificuldade. Ele tem boas intenções. Não sei por qual partido viria. Falam que pelo PPS. Mas o PPS não tem estrutura", acrescentou.

 

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247