Em nome de Serra, Covas e Matarazzo desistem

Andrea Matarazzo e Bruno Covas marcam horrio para anunciar desistncias na corrida pela Prefeitura de So Paulo; contra Jos Serra, dentro do partido,restamapenas o secretrio estadual de Energia, Jos Anbal, e o deputado federal Ricardo Trpoli

Em nome de Serra, Covas e Matarazzo desistem
Em nome de Serra, Covas e Matarazzo desistem (Foto: Montagem/247)

247 com Agência Estado - A entrada de José Serra na disputa pela sucessão em São Paulo já motiva duas baixas nas prévias do PSDB. Os secretários Andrea Matarazzo (Cultura) e Bruno Covas (Meio Ambiente), que sustentavam até este domingo pré-candidaturas à Prefeitura da capital paulista, marcaram o anúncio de suas desistências para hoje, um às 17h e outro às 19h30. Oficialmente, Covas só deve anuncia desistência amanhã. Restam ainda, contudo, o secretário de Energia, José Aníbal, e o deputado federal Ricardo Trípoli.

A desistência de Matarazzo já era esperada desde a semana passada após Serra ter manifestado a disposição, na quinta-feira, de participar do processo de prévias do PSDB para a escolha do candidato à sucessão da Prefeitura de São Paulo. O aceno político do ex-governador de São Paulo foi feito após ele ter sido visto em Buenos Aires, durante o carnaval, na companhia de Andrea Matarazzo. A aposta de lideranças tucanas é de que, nos próximos dias, outro pré-candidato do PSDB, o secretário do Meio Ambiente Bruno Covas, também abra mão da sucessão à Prefeitura de São Paulo.

Hoje cedo, o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, reuniu-se com dois dos pré-candidatos do PSDB para anunciar a intenção do ex-governador de ingressar na disputa eleitoral. No encontro, promovido no Palácio dos Bandeirantes, o governador de São Paulo consultou o secretário estadual da Energia, José Aníbal, e o deputado federal Ricardo Trípoli sobre a disposição de aceitarem a inscrição tardia do ex-governador na eleição interna. Na conversa, foi abordada ainda a hipótese de adiamento do processo de prévias, proposta rechaçada pelos dois pré-candidato tucanos.

A mudança da data seria possível em virtude de uma brecha jurídica presente em resolução do diretório estadual do PSDB, que disciplina o processo de prévias no Estado de São Paulo. O documento aponta que o processo interno deve ser realizado até 31 de março.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247