Está mesmo tudo bem?

Visivelmente mais magro, Lula deixou neste domingo o hospital; segundo os mdicos, ele retomar a rotina normal nas prximas semanas; o fator mais preocupante, no entanto, talvez no seja a sade, mas o nimo do ex-presidente

Está mesmo tudo bem?
Está mesmo tudo bem? (Foto: Ricardo Stuckert/Divulgação/Inst. Lula)

247 – Nos últimos meses, o Brasil assistiu ao tratamento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva como quem assiste um reality show. Cada passo do tratamento foi documentado por seus assessores e difundido pelo Instituto da Cidadania, criando uma corrente positiva dos milhões de brasileiros que torcem por sua recuperação.

Quando a cura de seu câncer foi noticiada em primeira mão pelo Brasil 247, milhares de pessoas repercutiram a notícia pelas redes sociais. Pouco depois, Lula passou por uma rápida internação em razão da sua dificuldade para se alimentar. Nesta última semana, foram mais sete dias no hospital, em razão de dois leves focos de pneumonia.

A foto de Lula deixando neste domingo o hospital e fazendo sinal de positivo revela a imagem de um lutador, mas também de um homem abatido. Lula perdeu praticamente dez quilos e a informação mais preocupante que circulou nos últimos dias não diz respeito propriamente a sua saúde, mas sim a seu estado de espírito. O que se comentava é que Lula vinha apresentando um quadro de depressão nos últimos dias – o que é absolutamente natural em pessoas que se tratam de um câncer.

Passada a fase mais aguda do tratamento, Lula já sabe que venceu o tumor na laringe. Mas, agora, começa a se dar conta de que sua nova vida comporta limitações. Ele ainda não pode se dedicar ao que mais gosta – a política – e sua voz não é compatível com a participação em comícios. Além disso, ele teve uma pequena decepção com a presidente Dilma Rousseff, após a demissão do presidente José Sergio Gabrielli, homem de sua confiança, que foi substituído por Maria das Graças Foster. A cada dia que passa, o governo Dilma é exatamente isto: o governo Dilma e não mais uma simples continuidade da era Lula.

De acordo com o médico Roberto Kalil, o quadro de Lula é “ótimo” e, dentro de poucas semanas, ele retomará sua rotina normal de atividades. Mas parece pouco provável que Lula se torne o grande agitador das eleições municipais de 2012, como ele mesmo havia planejado.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247