Esvaziado com perda do Coaf, Moro evita falar em falha na articulação política

Após perder o Coaf para o Ministério da Economia, o ministro da Justiça Sérgio Moro, evitou falar em falhas na articulação política por parte da base do governo Jair Bolsonaro; "É importante destacar que, embora o Coaf retorne para o Ministério da Economia, vai continuar fazendo o trabalho que sempre realizou", minimizou; mais cedo, Twitter moro havia dito que "faz parte da democracia perder ou ganhar"

Esvaziado com perda do Coaf, Moro evita falar em falha na articulação política
Esvaziado com perda do Coaf, Moro evita falar em falha na articulação política (Foto: Lula Marques/Agência PT)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Após perder o Conselho de Atividades Financeiras(Coaf), que atua na prevenção e no combate à lavagem de dinheiro, para o Ministério da Economia, o ministro da Justiça Sérgio Moro, evitou falar em falhas na articulação política por parte da base do governo Jair Bolsonaro no Congresso Nacional. "É importante destacar que, embora o Coaf retorne para o Ministério da Economia, vai continuar fazendo o trabalho que sempre realizou", disse Moro durante passagem por Recife, onde palestrou para policiais civis de Pernambuco.

Mais cedo, em sua conta no Twitter, o ministro escreveu que ganhar ou perder faz parte da democracia. "Sobre a decisão da maioria da Câmara de retirar o COAF do Ministério da Justiça, lamento o ocorrido. Faz parte da democracia perder ou ganhar. Como se ganha ou como se perde também tem relevância. Agradeço aos 210 deputados que apoiaram o MJSP e o plano de fortalecimento do COAF", postou.

A saída do Coaf das mãos de Moro, foi uma nova derrota imposta pelo chamado centrão ao governo Jair Bolsonaro. Na noite desta quarta-feira, por 228 a 210 votos, a Câmara decidiu que o órgão de controle ficasse sob a responsabilidade do Ministério da Economia, apesar dos insistentes pedidos feitos por Moro para que o Coaf permanecesse no Ministério da Justiça.

Confira o Twitter de Sérgio Moro sobre o assunto.  

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247