Ex de Dilma: "é a mídia sectária que elege o PT"

Ex-marido da presidente Dilma, o advogado Carlos Araújo, de quem ela é muito próxima, afirma que o PT soube assimilar todas as crises e por isso é um partido que sempre cresce politicamente, "porque corresponde às aspirações dos mais pobres e agrega setores de todas as demais classes sociais"; ele vê no radicalismo e sectarismo da imprensa uma das forças que impulsiona o PT; "A mídia fala durante seis meses que o Brasil irá à falência. Não foi. Depois o Brasil não exporta mais nada e tal. Ou então esgotou o mercado interno. Não acontece nada. Agora é inflação. De novo não acontece nada. A mídia esgota todos os temas e não acontece nada. O povo brasileiro tem sabedoria e esperteza, e não dá bola", diz

www.brasil247.com - Ex-marido da presidente Dilma, o advogado Carlos Araújo, de quem ela é muito próxima, afirma que o PT soube assimilar todas as crises e por isso é um partido que sempre cresce politicamente, "porque corresponde às aspirações dos mais pobres e agrega setores de todas as demais classes sociais"; ele vê no radicalismo e sectarismo da imprensa uma das forças que impulsiona o PT; "A mídia fala durante seis meses que o Brasil irá à falência. Não foi. Depois o Brasil não exporta mais nada e tal. Ou então esgotou o mercado interno. Não acontece nada. Agora é inflação. De novo não acontece nada. A mídia esgota todos os temas e não acontece nada. O povo brasileiro tem sabedoria e esperteza, e não dá bola", diz
Ex-marido da presidente Dilma, o advogado Carlos Araújo, de quem ela é muito próxima, afirma que o PT soube assimilar todas as crises e por isso é um partido que sempre cresce politicamente, "porque corresponde às aspirações dos mais pobres e agrega setores de todas as demais classes sociais"; ele vê no radicalismo e sectarismo da imprensa uma das forças que impulsiona o PT; "A mídia fala durante seis meses que o Brasil irá à falência. Não foi. Depois o Brasil não exporta mais nada e tal. Ou então esgotou o mercado interno. Não acontece nada. Agora é inflação. De novo não acontece nada. A mídia esgota todos os temas e não acontece nada. O povo brasileiro tem sabedoria e esperteza, e não dá bola", diz (Foto: Valter Lima)


247 - O ex-marido da presidente Dilma Rousseff (PT), o advogado Carlos Franklin Paixão Araújo, de 76 anos, ex-preso político e pessoa muito próxima dela, afirma que o PT soube assimilar "perfeitamente" todas as "tormentas" que ocorreram envolvendo o partido, principalmente as crises e os desgastes causados pelo "mensalão". E, segundo ele, o grande aliado do PT nisso foi a mídia.

"As tormentas que ocorreram, o PT soube assimilá-las perfeitamente. Veio a tormenta do mensalão, e o Lula foi reeleito. Veio a outra onda do mensalão agora, com as prisões, e a Dilma está crescendo. Como explicar isso? A mídia colabora muito com o PT", diz, em entrevista ao jornalista Flávio Ilha, de "O Globo".

Para Carlos Araújo, "é a mídia que elege o PT, ao ser tão radical e sectária como tem sido". "A mídia fala durante seis meses que o Brasil irá à falência. Não foi. Depois o Brasil não exporta mais nada e tal. Ou então esgotou o mercado interno. Não acontece nada. Agora é inflação. De novo não acontece nada. A mídia esgota todos os temas e não acontece nada. O povo brasileiro, com sua sabedoria e sua esperteza, aproveita o futebol e as novelas que passam de graça na TV, mas para o resto não dá bola", avalia.

Embora afirme que o PT "perdeu seu conteúdo ideológico", o ex-marido da presidente diz que o partido "sempre cresce politicamente, porque, de uma forma ou de outra, corresponde às aspirações das camadas brasileiras mais necessitadas e também tem uma política que consegue agregar setores de várias classes sociais, desde a classe média até as elites". 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Para ele, Dilma deve ser reeleita no próximo ano. Ele vê na oposição ausência de adversários. "O Eduardo Campos, a meu ver, cometeu um erro tremendo, se antecipou ao debate. O Lula tem essa visão de que o PT precisará passar o poder para alguém, desde que seja do mesmo viés ideológico. Deveria ser o Campos, naturalmente, mas ele precipitou as coisas. Não tem como se recuperar. O Aécio Neves simplesmente não existe", ressalta.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Entrevista completa aqui

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email