Ex-ministro de Bolsonaro, Bebianno votaria em Doria contra o presidente

No momento em que Jair Bolsonaro sinaliza que tentará disputar a reeleição e o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), movimenta-se para construir sua candidatura ao Palácio do Planalto, o ex-ministro Gustavo Bebianno vê o tucano mais “preparado” que o presidente como gestor

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - No momento em que o presidente Jair Bolsonaro sinaliza que tentará disputar a reeleição e o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), movimenta-se para construir sua candidatura ao Palácio do Planalto, o ex-ministro da Secretaria-Geral da Presidência da República Gustavo Bebianno vê o tucano mais “preparado” que o presidente como gestor. Primeiro ministro demitido da atual gestão, ele aponta “instabilidade desnecessária” e “inabilidade” política do governo. O advogado carioca disse a Veja que votaria em Doria se a eleição fosse hoje e ele tivesse Bolsonaro como adversário.

“Acho que ele não vai disputar, porque foi um compromisso de campanha dele que não disputaria”, pontua sobre o ex-chefe.

"Doria é um cara que começou de baixo e que se fez. Tenho muita admiração por ele e enxergo nele um pacote muito grande de competências. Como gestor, como inciativa, como visão de mundo, acho que ele tem tudo para emplacar no futuro uma Presidência", disse. 

"Sempre o enxerguei como uma excelente opção para o Brasil, mas como ele não se viabilizou nas últimas eleições, ficou de fora, eu não tive nem que parar para pensar nesse dilema. Mas em termos de como executivo, gestor, de fato Doria tem mais bagagem, mais preparo [que Bolsonaro]", complementou.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247