Executiva do PDT defende afastamento de Cunha

A Executiva Nacional do PDT divulgou nota nesta quarta (21) na qual defende o afastamento do deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) da presidência da Câmara; o texto reivindica o "afastamento imediato do atual presidente da Câmara diante da comprovada quebra de decoro parlamentar, comprovada através de vários documentos denunciados pelo MP"; "Através destes fatos, afirmamos que o deputado perdeu as condições políticas de se manter à frente da presidência da Câmara", diz o documento, assinado pelo presidente do PDT, Carlos Lupi, e os líderes das bancadas do partido na Câmara, Afonso Motta (RS), e no Senado, Acir Gurgacz (PR); na nota, o partido se coloca contra o impeachment da presidente Dilma Rousseff

A Executiva Nacional do PDT divulgou nota nesta quarta (21) na qual defende o afastamento do deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) da presidência da Câmara; o texto reivindica o "afastamento imediato do atual presidente da Câmara diante da comprovada quebra de decoro parlamentar, comprovada através de vários documentos denunciados pelo MP"; "Através destes fatos, afirmamos que o deputado perdeu as condições políticas de se manter à frente da presidência da Câmara", diz o documento, assinado pelo presidente do PDT, Carlos Lupi, e os líderes das bancadas do partido na Câmara, Afonso Motta (RS), e no Senado, Acir Gurgacz (PR); na nota, o partido se coloca contra o impeachment da presidente Dilma Rousseff
A Executiva Nacional do PDT divulgou nota nesta quarta (21) na qual defende o afastamento do deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) da presidência da Câmara; o texto reivindica o "afastamento imediato do atual presidente da Câmara diante da comprovada quebra de decoro parlamentar, comprovada através de vários documentos denunciados pelo MP"; "Através destes fatos, afirmamos que o deputado perdeu as condições políticas de se manter à frente da presidência da Câmara", diz o documento, assinado pelo presidente do PDT, Carlos Lupi, e os líderes das bancadas do partido na Câmara, Afonso Motta (RS), e no Senado, Acir Gurgacz (PR); na nota, o partido se coloca contra o impeachment da presidente Dilma Rousseff (Foto: Valter Lima)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A Executiva Nacional do PDT divulgou nota nesta quarta-feira (21) na qual defende o afastamento do deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) da presidência da Câmara, devido às denúncias de que ele mantém contas secretas na Suíça. 

Na nota divulgada à imprensa, a Executiva do PDT reivindica o "afastamento imediato do atual presidente da Câmara diante da comprovada quebra de decoro parlamentar, comprovada através de vários documentos denunciados pelo Ministério Público".

"Através destes fatos, afirmamos que o deputado perdeu as condições políticas de se manter à frente da presidência da Câmara Federal e deve afastar-se das suas funções", diz o documento, assinado pelo presidente do PDT, Carlos Lupi, e os líderes das bancadas do partido na Câmara, Afonso Motta (RS), e no Senado, Acir Gurgacz (PR).

Impeachment

Na nota da Executiva do PDT, o partido também se diz contra qualquer tentativa de abertura de processo de impeachment destinado a afastar a presidente Dilma Rousseff. Para o PDT, é preciso “respeitar o voto dos 53 milhões de brasileiros” que a elegeram.

“O PDT não compactua e não apoia qualquer possibilidade de impeachment que não esteja dentro das regras constitucionais estabelecidas no Brasil”, diz a sigla.

 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247