Executivo da Petrobras demitido por uso de informação privilegiada é alvo do TCU

Cláudio da Costa, gerente executivo de Recursos Humanos da Petrobras demitido na semana passada por uso de informação privilegiada, é alvo do Tribunal de Contas da União

Petrobrás, TCU e Refinaria Landulpho Alves (Rlam), na Bahia
Petrobrás, TCU e Refinaria Landulpho Alves (Rlam), na Bahia (Foto: ABr | Geraldo Kosinski/Agência Petrobrás)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Cláudio da Costa, gerente executivo de Recursos Humanos da Petrobras demitido na semana passada por uso de informação privilegiada, é alvo do Tribunal de Contas da União. A informação é do jornalista Guilherme Amado, em sua coluna no portal Época. 

Em dezembro, a Federação Única dos Petroleiros alegou suposta improbidade administrativa de Costa em uma decisão sobre o plano de saúde da empresa.

A Petrobras transferiu a carteira de beneficiários do plano de saúde para uma associação independente. Essa mudança traria prejuízo aos servidores e aposentados, segundo a entidade.

O caso tramita em sigilo e é relatado pelo ministro Walton Alencar. 

No último dia 29, Costa foi demitido por negociar ações da Petrobras em bolsa poucos dias antes da divulgação das demonstrações financeiras, o que é proibido.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

Apoie o 247

WhatsApp Facebook Twitter Email