Fama de conspirador afastou Temer de Dilma

Vice-presidente está afastado do centro do poder, evita falar do governo e tocar no tema impeachment; em uma linha, ele passou a ouvir conselhos de aliados para se reservar, uma vez que era a alternativa direta de poder em caso de queda da presidente Dilma Rousseff; com o tema do impeachment mais frio, Michel Temer percebeu que sua presença virou um incômodo entre ministros petistas; na avaliação de ministros próximos, ele estaria conspirando contra o governo; distanciamento tende a não ser passageiro

Vice-presidente está afastado do centro do poder, evita falar do governo e tocar no tema impeachment; em uma linha, ele passou a ouvir conselhos de aliados para se reservar, uma vez que era a alternativa direta de poder em caso de queda da presidente Dilma Rousseff; com o tema do impeachment mais frio, Michel Temer percebeu que sua presença virou um incômodo entre ministros petistas; na avaliação de ministros próximos, ele estaria conspirando contra o governo; distanciamento tende a não ser passageiro
Vice-presidente está afastado do centro do poder, evita falar do governo e tocar no tema impeachment; em uma linha, ele passou a ouvir conselhos de aliados para se reservar, uma vez que era a alternativa direta de poder em caso de queda da presidente Dilma Rousseff; com o tema do impeachment mais frio, Michel Temer percebeu que sua presença virou um incômodo entre ministros petistas; na avaliação de ministros próximos, ele estaria conspirando contra o governo; distanciamento tende a não ser passageiro (Foto: Gisele Federicce)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Visto por ministros petistas como um conspirador do governo da presidente Dilma Rousseff, o vice Michel Temer tem se reservado nas últimas semanas, evitando dar declarações à imprensa ou aparecer em público.

Temer evita falar sobre o governo ou tocar no tema impeachment. Quando o faz, procura ser superficial. Reportagem de Simone Iglesias publicada neste domingo conta os bastidores da relação entre Dilma e Temer e do peemedebista com ministros do PT.

De um lado, ele passou a ouvir conselhos de aliados para se reservar, uma vez que era a alternativa direta de poder em caso de queda de Dilma. Com o tema do impeachment mais frio, o vice percebeu que sua presença virou um incômodo entre os aliados do governo.

O presidente do PMDB perdeu sua autonomia na articulação política e, recentemente, não foi consultado sobre a reforma política. Segundo pessoas próximas, o clima da dupla Dilma-Temer passou a ser de mal-estar. E entre Temer e ministros, de desconfiança e constrangimento. 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email