Feldman coloca chapa PSB-Rede em cima do muro

Escudeiro de Marina Silva sinaliza que palanque de 2014 ao lado de Eduardo Campos (PSB) ainda depende de divergências em alianças regionais: "O calendário eleitoral não se sobrepõe às definições programáticas. Essa questão da vice ainda não está colocada", disse o deputado Walter Feldman (PSB-SP)

Escudeiro de Marina Silva sinaliza que palanque de 2014 ao lado de Eduardo Campos (PSB) ainda depende de divergências em alianças regionais: "O calendário eleitoral não se sobrepõe às definições programáticas. Essa questão da vice ainda não está colocada", disse o deputado Walter Feldman (PSB-SP)
Escudeiro de Marina Silva sinaliza que palanque de 2014 ao lado de Eduardo Campos (PSB) ainda depende de divergências em alianças regionais: "O calendário eleitoral não se sobrepõe às definições programáticas. Essa questão da vice ainda não está colocada", disse o deputado Walter Feldman (PSB-SP) (Foto: Roberta Namour)

247 – O PSB tem pressa em oficializar o nome de Marina Silva como vice na chapa do governador Eduardo Campos (PSB) à Presidência em 2014. No entanto, um de seus principais escudeiros, o deputado Walter Feldman (PSB-SP), disse que nada ainda está definido do lado da Rede. "O calendário eleitoral não se sobrepõe às definições programáticas. Essa questão da vice ainda não está colocada", disse em entrevista à Folha de S. Paulo.

No próximo dia 17 haverá no Recife um encontro informal de dirigentes nacionais do PSB para discutir, entre outros assuntos, nomes para o governo de São Paulo.

Desvincular o PSB do projeto de reeleição do governador tucano Geraldo Alckmin foi uma das condições apresentadas pela ex-senadora para entrar na corrida ao lado de Campos. Marina também se mantém firme frente divergências em alianças de outros Estados.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247