Feliciano faz ameaça contra reeleição de Dilma

Presidente da Comissão de Direitos Humanos (CDH) da Câmara dos Deputados condenou a aprovação do Projeto de Lei que determina o atendimento imediato em hospitais das vítimas de violência sexual. Em seu perfil no Twitter, deputado do PSC afirmou que Dilma tomou a decisão “sabendo que não será reeleita”, e ironizou: “Ela não está nem aí pra esses religiosos retrógados, afinal quem somos nós se não uma pedra no sapato do progresso"

Feliciano faz ameaça contra reeleição de Dilma
Feliciano faz ameaça contra reeleição de Dilma
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O presidente da Comissão de Direitos Humanos (CDH) da Câmara dos Deputados, Pastor Marco Feliciano (PSC-SP), criticou nesta quinta-feira a presidente Dilma Rousseff, depois de a chefe do Executivo sancionar sem vetos o Projeto de Lei que determina o atendimento imediato em hospitais das vítimas de violência sexual.

O atendimento deve incluir o diagnóstico e tratamento de lesões, a realização de exames para detectar doenças sexualmente transmissíveis e gravidez, além da previsão de oferecer contraceptivos de emergência – a chamada pílula do dia seguinte.

Em uma série de 13 mensagens publicadas em seu perfil no Twitter, Feliciano afirmou que Dilma tomou a decisão “sabendo que não será reeleita”, e ironizou. “(Dilma) Não está nem aí pra esses religiosos retrógados, afinal quem somos nós se não uma pedra no sapato do progresso."

Para o parlamentar, o “Palácio do Planalto está desorientado ou muito mal intencionado”. “Dilma com sua assessoria e sua caneta rasga o documento assinado e entregue aos evangélicos e católicos prometendo que nunca aprovaria o aborto”, afirmou.
Segundo o parlamentar, a proposta amplia a possibilidade de qualquer mulher buscar a rede pública para realizar um aborto.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247