FHC acusa de corrupto ex-presidente peruano Alan García, que se matou

Ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, acusado pela ex-amante de ter um apartamento numa das avenidas mais caras de Paris, não respeitou a memória do ex-presidente peruano Alan Garcia, que se matou ontem para evitar a desonra; ele cometeu o suicídio pouco antes de ser preso no âmbito da Lava Jato no país

FHC acusa de corrupto ex-presidente peruano Alan García, que se matou
FHC acusa de corrupto ex-presidente peruano Alan García, que se matou

247 - O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, acusado pela ex-amante de ter um apartamento numa das avenidas mais caras de Paris, não respeitou a memória do ex-presidente peruano Alan García, que se suicidou nesta quarta-feira 17 para evitar a desonra. Ele atirou contra sua própria cabeça pouco antes de ser preso no âmbito da Lava Jato no país.

"A corrupção derrete a democracia. Alan Garcia acusado, se mata. Foi meu aluno na França. Populista, não resistiu à maré corruptora. Ou restabelecemos a simplicidade no viver e o respeito à lei ao governar, ou há risco de ditadores enganarem o povo com discursos morais enganosos", postou o tucano no Twitter.

O Lawfare Institute, lançado em Londres em 2018 pelos advogados Cristiano e Valeska Zanin e Rafael Valim, que atuam na defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, assinada por juízes, advogados, juristas e ex-chanceleres de diversos países, criticando a perseguição judicial contra Alan García.

"O poder coercitivo do processo legal nunca deve ser usado ou manipulado para garantir ganhos políticos. Medidas cautelares que limitam a liberdade devem ser usadas apenas de acordo com o devido processo legal e com salvaguardas robustas", afirma o texto.

Abaixo, reportagem do El País sobre o velório de Alan García:

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247