FHC continua em cima do muro

Pressionado a se manifestar sobre a crise política e a saída de Michel Temer do Planalto, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso segue em cima do muro; questionado sobre a posição do PSDB, o tucano tergiversou: "o PSDB, como os poucos outros partidos que têm significação, só deve dar um passo pensando nos seguintes. Como preservar a Constituição, como tocar as reformas, compondo também com os interesses populares. Não basta dar rumo ao mercado, as pessoas e o país contam. É preciso ter um discurso crível e insistir muito nele"

fhc
fhc (Foto: Giuliana Miranda)

247 - O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso mostrou que segue em cima do muro quanto à saída de Michel Temer e o posicionamento do PSDB. 

Em entrevista à coluna Poder em Jogo, de O Globo, FHC tergiversou.

Questionado se havia saída para a crise, ele respondeu: "Hoje, os dois lados da crise são a população enojada e descrente e um sistema político-eleitoral que se exauriu na corrupção, na leniência dos poderosos e na anuência de setores produtivos. Difícil! Ainda bem que minha idade me permite ver de longe, sem entrar no redemoinho."

Quanto à posição tucana: "Diante disso, o PSDB, como os poucos outros partidos que têm significação, só deve dar um passo pensando nos seguintes. Como preservar a Constituição, como tocar as reformas, compondo também com os interesses populares. Não basta dar rumo ao mercado, as pessoas e o país contam. É preciso ter um discurso crível e insistir muito nele."

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247