FHC estaria com medo de derrota tucana em caso de candidatura de Alckmin

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso segue à caça de alguém para disputar a presidência da República, após a desistência do apresentador Luciano Huck. O tucano foi questionado por que declarou apoiou a Huck e resolveu abrir o jogo: “Porque estou inseguro com as chances de Geraldo Alckmin”, disse ele, conforme relato publicado pela coluna Radar; o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, anda com dificuldades para decolar nas pesquisas e patina na casa dos 10% dos votos

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso segue à caça de alguém para disputar a presidência da República, após a desistência do apresentador Luciano Huck. O tucano foi questionado por que declarou apoiou a Huck e resolveu abrir o jogo: “Porque estou inseguro com as chances de Geraldo Alckmin”, disse ele, conforme relato publicado pela coluna Radar; o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, anda com dificuldades para decolar nas pesquisas e patina na casa dos 10% dos votos
O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso segue à caça de alguém para disputar a presidência da República, após a desistência do apresentador Luciano Huck. O tucano foi questionado por que declarou apoiou a Huck e resolveu abrir o jogo: “Porque estou inseguro com as chances de Geraldo Alckmin”, disse ele, conforme relato publicado pela coluna Radar; o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, anda com dificuldades para decolar nas pesquisas e patina na casa dos 10% dos votos (Foto: Leonardo Lucena)

247 - O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso segue à caça de alguém para disputar a presidência da República, após a desistência do apresentador Luciano Huck. O tucano foi questionado por que declarou apoiou a Huck e resolveu abrir o jogo: “Porque estou inseguro com as chances de Geraldo Alckmin”, disse ele, conforme relato publicado pela coluna Radar.

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, anda com dificuldades para decolar nas pesquisas de intenções de votos, e patina na casa dos 10%. O tucano tem o controle do partido, presidido por ele, mas o seu correligionário e prefeito de São Paulo, João Doria, seria outro nome dentro da sigla para disputar o Palácio do Planalto. Após viajar pelo País no ano passado, Doria tem recuado e dado sinais de que tentará disputar o governo de São Paulo.

Sobre FHC, corre a informação de que o ex-presidente insistirá em procurar uma alternativa fora de seu partido para a eleição ao Planalto. Flávio Rocha, dono das Lojas Riachuelo, é a bola da vez.

O tucano pediu, na quinta-feira (15), a um conhecido que trabalha com marketing político a realização de uma pesquisa qualitativa sobre nomes para o Planalto. 

Conheça a TV 247

Mais de Poder

Ao vivo na TV 247 Youtube 247