FHC pede que PSDB resgate o ‘S’ do seu nome

Ex-presidente comemora com cautela a vitória de seu partido nas eleições municipais e reconhece que muitos prefeitos governarão num ambiente de aguda crise econômica e social; "Cabe ao PSDB responder à vitória reafirmando o social de seu nome e acompanhando as transformações dos valores e da cultura, opondo-se, portanto, às ondas reacionárias não só na Europa, mas também entre nós", escreve o tucano, em artigo; ele questiona: "Ganhamos, diria como eleitor do PSDB, mas para o que fazer? Qual é a proposta, não só do PSDB, mas dos dirigentes políticos em geral, para o Brasil como nação?"

SÃO PAULO, SP, 18.09.2012: PENSE LIVRE/FHC – O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso durante o lançamento da Rede Pense Livre – Por uma Política de Drogas que Funcione no auditório do Itaú Cultural em São Paulo. A Rede Pense Livre tem como propósito pro
SÃO PAULO, SP, 18.09.2012: PENSE LIVRE/FHC – O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso durante o lançamento da Rede Pense Livre – Por uma Política de Drogas que Funcione no auditório do Itaú Cultural em São Paulo. A Rede Pense Livre tem como propósito pro (Foto: Gisele Federicce)

247 - Em artigo publicado nos jornais neste domingo, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso comemora com cautela a vitória de seu partido nas eleições municipais e reconhece que muitos prefeitos governarão num ambiente de aguda crise econômica e social. Ele pede ainda que o PSDB resgate o 'S', de 'Social', de seu nome.

"Cabe ao PSDB responder à vitória reafirmando o social de seu nome e acompanhando as transformações dos valores e da cultura, opondo-se, portanto, às ondas reacionárias não só na Europa, mas também entre nós", escreve o tucano.

Ele questiona: "Ganhamos, diria como eleitor do PSDB, mas para o que fazer? Qual é a proposta, não só do PSDB, mas dos dirigentes políticos em geral, para o Brasil como nação, mais do que como simples economia, e como país que é parte de um mundo desafiador no qual coexistem os avanços da globalização e as dificuldades dos Estados nacionais para lidar com as demandas dos perdedores dela e das organizações internacionais para evitar a escalada de conflitos geopolíticos?".

Leia aqui a íntegra.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247