Golpista em 2016, FHC pede união ao redor da Constituição após Bolsonaro apoiar ato pró-AI-5

Articulador do golpe de 2016, ex-presidente tucano diz agora que "é hora de união ao redor da Constituição contra toda ameaça à democracia", em protesto contra a presença de Bolsonaro em um ato que pedia intervenção militar neste domingo

Ex-presidente lamenta o fato de Jair Bolsonaro ter ido a "manifestações antidemocráticas"
Ex-presidente lamenta o fato de Jair Bolsonaro ter ido a "manifestações antidemocráticas" (Foto: REUTERS/Nacho Doce)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Articulador do golpe de 2016 contra Dilma Rousseff, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) reagiu com indignação à ida de Jair Bolsonaro neste domingo (19) a um protesto que pedia um novo AI-5 para o Brasil. 

"Lamentável que o Pr adira a manifestações antidemocráticas. É hora de união ao redor da Constituição contra toda ameaça à democracia. Ideal que deve unir civis e militares; ricos e pobres. Juntos pela liberdade e pelo Brasil", escreveu o tucano em sua conta no Twitter. 

Outras lideranças também repudiaram a iniciativa de Bolsonaro. De acordo com o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), é "lamentável que o presidente da república apoie um ato antidemocrático, que afronta a democracia e exalta o AI-5".

O líder do MTST, Guilherme Boulos, ex-presidenciável pelo PSOL, afirmou que "sobram razões jurídicas" para Bolsonaro ser retirado do cargo.

Em nota assinada por Juliano Medeiros, o PSOL afirmou que é necessário Bolsonaro deixar "o poder imediatamente, pelos meios constitucionais disponíveis, para que o Brasil não siga sob as ameaças de um genocida".

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247