Freire ataca "estelionato" e "negociatas" do PT

Astro do encontro programático PSB-Rede, o deputado Roberto Freire (PPS/SP) explicitou sua aversão ao Partido dos Trabalhadores num discurso em que foi aplaudido pelo candidato Eduardo Campos, do PSB, e por sua possível vice, Marina Silva; segundo ele, o socorro às empresas de energia, que estaria adiando um possível aumento na conta de luz para 2015, configura "estelionato eleitoral"; ele disse ainda que apenas a direita empresarial está tranquila no País, em razão das "negociatas que este governo facilitou"; Campos e Marina já têm seu pitbull

SÃO PAULO,SP,08.12.2013:18º CONGRESSO NACIONAL DO PPS - Roberto Freire durante o 18º Congresso Nacional do PPS (Partido Popular Socialista) que acontece na tarde deste domingo (08), no Renaissance São Paulo Hotel, cidade de São Paulo (SP). (Foto: Tiago Ch
SÃO PAULO,SP,08.12.2013:18º CONGRESSO NACIONAL DO PPS - Roberto Freire durante o 18º Congresso Nacional do PPS (Partido Popular Socialista) que acontece na tarde deste domingo (08), no Renaissance São Paulo Hotel, cidade de São Paulo (SP). (Foto: Tiago Ch (Foto: Leonardo Attuch)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A candidatura de Eduardo Campos e Marina Silva ao Palácio do Planalto já tem seu pitbull. Trata-se do deputado Roberto Freire (PPS-PE), que, na manhã deste sábado, foi um dos astros do encontro programático PSB-Rede.

"Estamos vivendo o esgotamento de um ciclo", disse Freire. Segundo ele, apenas a direita empresarial está tranquila no Brasil, "em razão das negociatas que este governo facilitou".

Freire também bateu duro no pacote de socorro às empresas de energia elétrica. "É um evidente estelionato eleitoral", disse Freire. Segundo ele, os aumentos nas tarifas de energia estão sendo adiados para 2015, depois das eleições.

O presidente do PPS, partido que deve fechar aliança com Campos, também atacou o que chamou de corrupção endêmica no governo do PT.

A transmissão do encontro pode ser assistida aqui. 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email