Frustrado, PT procura plano B em São Paulo

Kassab reitera fidelidade a Serra e deixa apenas o PMDB como opo de peso ao PT;Lula teria de convencer Michel Temer a desistir da candidatura de Gabriel Chalita para apoiar Fernando Haddad; mas, para partidrios do vice de Dilma, o gesto equivaleria "humilhao suprema"; alm do mais, Chalita aparece na frente de Haddad nas pesquisas

Frustrado, PT procura plano B em São Paulo
Frustrado, PT procura plano B em São Paulo (Foto: CELSO JUNIOR/AGÊNCIA ESTADO_L…O BARRILARI/AGÊNCIA ESTADO)

247 - O prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab (PSD), comunicou ontem à direção do PT que José Serra (PSDB) deve ser candidato e terá seu apoio na eleição municipal. Serra teria se curvado às pressões do tucanato e está fazendo as últimas consultas antes de formalizar a sua entrada na disputa

O aviso frustra a articulação costurada pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para o prefeito se aliar ao petista Fernando Haddad e indicar o vice de sua chapa.

O prefeito disse ter "dever de lealdade" com o ex-governador, a quem sucedeu na prefeitura no início de 2006. Ele sustentou que o eleitorado o veria como um "traidor" se ele rompesse a aliança.

Diante do novo cenário, Lula poderia tentar convencer o vice-presidente Michel Temer a desistir da candidatura de Gabriel Chalita, associando-se à coligação petista de Fernando Haddad. Mas o movimento não faria muito sentido, já que Chalita está à frente de Haddad nas pesquisas.

Dois dias antes de internar-se no hospital Sírio Libanês, no sábado (11), o ex-presidente dissera a um líder petista que o visitou que voltaria a procurar Temer. Segundo o blogueiro Josias de Souza, seria um contrasenso que os dois maiores partidos do condomínio governista participem de uma eleição estratégica como a de São Paulo em palanques distintos.

Se fizer de fato isso, encontrará um osso duro de roer. O vice-presidente trata a candidatura de seu pupilo Chalita como uma espécie de ressurreição do PMDB na cidade de São Paulo. Alega que a legenda exibe um entusiasmo que se irradia para os municípios do interior do Estado.

Políticos que integram o grupo de Temer avaliam que a retirada da candidatura de Chalita teria, a essa altura, efeitos ruinosos para o PMDB. Ficaria entendido que o partido virou um “satélite” do PT. Na definição de um dos partidários de Temer, o gesto equivaleria à “humilhação suprema”, até porque, Chalita aparece na frente de Haddad nas pesquisas. De acordo com o Datafolha, Chalita saltou de 3% para 9% das intenções de vote, enquanto Haddad estacionou e não passa dos 5%.

Por outro lado, o PT decidiu aumentar a pressão para evitar o lançamento de outros candidatos no campo de centro-esquerda. O principal alvo será Netinho de Paula (PC do B), seguido de Paulinho da Força (PDT).

Os petistas não devem investir contra as pré-candidaturas de Gabriel Chalita (PMDB) e Celso Russomanno (PRB) por entender que eles tiram mais votos de Serra que de Haddad. (com Folha e Josias de Souza)

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247