Fux será relator de processo que pode reabrir investigação da facada em Bolsonaro

O ministro Luiz Fux foi escolhido relator no STF do processo que discute se a Polícia Federal pode periciar o celular do advogado de Adélio Bispo de Oliveira

Luiz Fux e Jair Bolsonaro
Luiz Fux e Jair Bolsonaro (Foto: Carlos Moura/STF | Alan Santos/PR)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O ministro Luiz Fux foi escolhido relator no STF (Supremo Tribunal Federal) do processo que discute se a Polícia Federal pode periciar o celular do advogado de Adélio Bispo de Oliveira, o homem que esfaqueou o então candidato a presidente Jair Bolsonaro em 2018. A reportagem é do jornal Folha de S.Paulo. 

O mandado de segurança deu entrada na corte na semana passada. Na sexta-feira (19), Fux foi sorteado para assumir a relatoria. O magistrado ainda não emitiu nenhum despacho, mas caberá a ele iniciar a tramitação do caso no tribunal.

A reportagem ainda informa que Bolsonaro iniciou um movimento para construir diálogo com Fux, que tomará posse em setembro na presidência do STF, no lugar de Dias Toffoli. Alas do governo tentam pacificar uma relação que está desgastada por causa de ataques de bolsonaristas ao Judiciário.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247