Gadêlha entra com ações contra Bolsonaro e ministro por violação à LDO

O deputado Túlio Gadêlha (PDT-PE) entrou com uma ação popular pedindo tutela de urgência contra Jair Bolsonaro e contra o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, pela liberação de verba para a aprovação da reforma da Previdência; recursos foram direcionadas para a saúde

(Foto: Vinicius Loures - Câmara)

247 - O deputado federal Túlio Gadêlha (PDT-PE) entrou, na noite desta quarta-feira (10), com uma ação popular pedindo tutela de urgência contra o presidente Jair Bolsonaro (PSL) e contra o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, pela liberação de verba para a aprovação da reforma da Previdência (PEC 6/2019). Os recursos foram direcionadas para a saúde.

De acordo com o pedetista, os dois violaram Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) ao liberar mais de R$ 1 bilhão em emendas parlamentares às vésperas da votação da PEC 06/19, sendo R$ 400 milhões sem autorização legislativa. “Liberar emendas às vésperas de votações de interesse do governo é imoral, viola os princípios do interesse público e mostra a real face desta gestão, que diz adotar novas práticas políticas, mas é adepta do velho ‘toma lá dá cá’”, declara Gadêlha.

Leia a íntegra na Revista Forum

Conheça a TV 247

Mais de Poder

Ao vivo na TV 247 Youtube 247