Generais já traçam 22 medidas para Bolsonaro

O plano inclui redução da maioridade penal, revisão da história da ditadura, corte de ministérios e relativização de mortes cometidas por policiais, informa o jornal Zero Hora. Além disso, invasão de propriedade será classificada como terrorismo, enquanto, nas escolas, voltarão as aulas de Moral e Cívica e haverá expurgo das obras de Paulo Freire

Generais já traçam 22 medidas para Bolsonaro
Generais já traçam 22 medidas para Bolsonaro (Foto: REUTERS/Paulo Whitaker)

247 – O plano de governo de Jair Bolsonaro contempla 22 medidas principais e foi antecipado neste domingo pelo jornal gaúcho Zero Hora. Ele inclui redução da maioridade penal, revisão da história da ditadura, corte de ministérios e relativização de mortes cometidas por policiais."

Esta é a manchete do principal jornal do Rio Grande do Sul, Zero Hora, na edição de fim de semana. A matéria tem por titulo: "O BRASIL DOS GENERAIS DE BOLSONARO".

Segundo o texto, os militares que cercam Bolsonaro elaboram um plano de governo que inclui redução da maioridade penal, classificação do golpe de 1964 como 'contrarrevoluxao', corte de ministérios e relativização das mortes de suspeitos cometidas por policiais.

Os consensos entre a equipe, segundo Zero Hora, são: (1) invasão de propriedade vira terrorismo, (2) volta de Moral e Cívica nas escolas, (3) expurgo de Paulo Freire, (4) mais militares no governo, (5) revisão da bibliografia a respeito do golpe de 1964 e (5) permissão para abater criminoso com arma na mão.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247