General Mourão, que defende intervenção, disputará corrida presidencial

Favorável à intervenção militar, o general da reserva Antônio Hamilton Mourão disputará a eleição deste ano pelo PRTB como presidenciável ou como vice de Levy Fidélix; “Estamos na caminhada e queremos que General Mourão componha conosco este quadro lá na convenção", disse Fidelix

General Mourão, que defende intervenção, disputará corrida presidencial
General Mourão, que defende intervenção, disputará corrida presidencial

247 - Favorável à intervenção militar, o general da reserva Antônio Hamilton Mourão disputará a eleição deste ano pelo PRTB como presidenciável ou como vice de Levy Fidélix.

“Estamos na caminhada e queremos que General Mourão componha conosco este quadro lá na convenção. Vamos aguardar os fatos, para ver se ele sai na cabeça e eu de vice ou vice versa", disse Fidelix nesta segunda-feira (2), em Salvador, durante evento de lançamento da pré-candidatura de João Henrique ao governo da Bahia.

Historicamente, Fidélix é o candidato à presidência pelo partido, mas estaria pretendendo abrir mão da cabeça de chapa por achar que Mourão teria mais captação de votos. A ideia da candidatura da sigla é ividir o eleitorado conservador com o deputado federal Jair Bolsonaro (PSL). Mourão também deve priorizar pautas ligadas à segurança pública.

Quando passou à reserva, Mourão fez um discurso em que elogiou o coronel Carlos Brilhante Ustra, ex-chefe do DOI-CODI, um dos principais órgãos de censura e tortura da ditadura militar. 

Durante evento em Brasília, em setembro de 2017, ele sugeriu que o Exército poderia fazer uma intervenção militar para atuar contra a corrupção no País. "Até chegar o momento em que ou as instituições solucionam o problema político, pela ação do Judiciário, retirando da vida pública esses elementos envolvidos em todos os ilícitos, ou então nós teremos que impor isso", afirmou ele na ocaisão.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247