Gilmar decide voltar e deve dar mais um voto a Lula

Ministro do Supremo tem na agenda um evento em Lisboa na mesma data do julgamento do habeas corpus do ex-presidente Lula; segundo a colunista Mônica Bergamo, porém, Gilmar Mendes deve participar apenas da abertura do evento e embarcar no dia 3, chegando em Brasília a tempo de participar da sessão do STF, marcada para o dia 4 de abril

Brasília - Presidente do TSE, Gilmar Mendes, faz balanço dos trabalhos do tribunal e apresenta dados sobre prestações de contas de campanhas referentes às eleições municipais deste ano (Marcelo Camargo/Agência Brasil)
Brasília - Presidente do TSE, Gilmar Mendes, faz balanço dos trabalhos do tribunal e apresenta dados sobre prestações de contas de campanhas referentes às eleições municipais deste ano (Marcelo Camargo/Agência Brasil) (Foto: Gisele Federicce)

247- O ministro do Supremo Tribunal Federal Gilmar Mendes deve voltar do evento em Portugal a tempo de julgar o habeas corpus do ex-presidente Lula no dia 4 de abril. O ministro tem na agenda um seminário do IDP (Instituto Brasiliense de Direito Público), do qual é sócio, de 3 a 5 de abril. Entre os oradores estão o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, e o presidente de Portugal e professor de Direito, Marcelo Rebelo de Souza.

Segundo a colunista Mônica Bergamo, porém, Gilmar Mendes deve participar apenas da abertura do evento e embarcar no dia 3, chegando em Brasília a tempo de participar da sessão do STF, marcada para o dia 4 de abril.

Gilmar é um voto considerado garantido a favor do habeas corpus de Lula, pois tem se manifestado recentemente contra a prisão do réu após condenação em segunda instância.

Conheça a TV 247

Mais de Poder

Ao vivo na TV 247 Youtube 247