Gilmar enquadra Barroso: "vossa excelência perdeu!" (vídeo)

Na sessão histórica que confirmou que o ex-juiz Sergio Moro foi suspeito e parcial na perseguição que moveu contra o ex-presidente Lula, ninguém saiu tão derrotado como o ministro Luís Roberto Barroso, que agrediu colegas e terminou enquadrado por Gilmar Mendes

Gilmar Mendes e Luís Roberto Barroso
Gilmar Mendes e Luís Roberto Barroso (Foto: Divulgação)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Ao final da histórica sessão no Supremo Tribunal Federal (STF) que manteve o entendimento da Segunda Turma da Corte pela suspeição do ex-juiz Sergio Moro nos processos contra o ex-presidente Lula na Lava Jato, a maior derrota ficou sobre os ombros do ministro Luís Roberto Barroso.

Após fazer propaganda da Lava Jato em seu voto, atacando até mesmo o hacker Walter Delgatti Neto, que acessou as mensagens trocadas entre procuradores da força-tarefa e Moro, escancarando as ilegalidades cometidas pelo grupo, Barroso protagonizou um bate-boca com o ministro Gilmar Mendes.

Mendes argumentava sobre o encaminhamento do caso ao plenário do STF sendo que o processo cabia à Segunda Turma, e foi interrompido por diversas vezes. 

Barroso alegou "grosseria" do colega e passou a fazer críticas quentes, como a de que Gilmar Mendes teria ficado "sentado" sobre o processo, quando pediu vista do julgamento há dois anos.

Enquanto o presidente do Supremo, ministro Luiz Fux, diante do embate entre os magistrados, tentava encerrar a sessão, Mendes disparou a Barroso: "vossa excelência perdeu!".

A sessão foi encerrada após pedido de vista de Marco Aurélio Mello, mesmo o plenário já tendo formado maioria por 7 a 2. Ela será retomada na próxima quarta-feira (28), com os votos do decano e do presidente da Corte, Luiz Fux.

Assista ao trecho do bate-boca:

Inscreva-se na TV 247, seja membro e compartilhe:

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

Apoie o 247

WhatsApp Facebook Twitter Email