Gleisi: 13º do Bolsa Família é tentativa de fraude

Presidente nacional do PT, deputada Gleisi Hoffmann (PR), criticou o anúncio feito pelo presidente Jair Bolsonaro em conceder um 13º salário aos beneficiários do Bolsa Família; segundo ela, a medida "é um engano e tenta fraudar o Bolsa Família, que é um projeto complementar de renda, pensado para uma população pobre"; Gleisi observou, ainda, que anúncio vem na esteira do não reajuste do benefício e na retirada de 400 mil famílias do programa, que foi criado em 2003 no primeiro governo do ex-presidente Lula

Gleisi: 13º do Bolsa Família é tentativa de fraude
Gleisi: 13º do Bolsa Família é tentativa de fraude

247 - A presidente nacional do PT, deputada Gleisi Hoffmann (PR), criticou o anúncio feito pelo presidente Jair Bolsonaro sobre criar um 13º salário no Bolsa Família. Segundo ela, o anúncio vem na esteira do não reajuste do benefício e na retirada de 400 mil famílias do programa, que foi criado em 2003 no primeiro governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, e que por isso é, na realidade, uma tentativa de fraude.

"Nesses 100 dias, nenhuma medida que seja positiva para o povo brasileiro foi aprovada pelo governo. Até o anúncio de hoje, sobre o 13° salário, não é positiva. Ela é um engano e tenta fraudar o Bolsa Família, que é um projeto complementar de renda, pensado para uma população pobre", disse Gleisi em discurso no plenário da Câmara.

"Temos 50% da população ganhando até dois salários mínimos por mês e, grande parte, não recebe nem um salário porque trabalha na informalidade. O projeto foi pensado para complementar renda. Só conseguimos combater isso com valorização do salário mínimo e a criação de empregos", acrescentou.

Ela também destacou que "sempre que Lula aumentava o mínimo, fazia a correção do Bolsa Família pela inflação. O benefício serviu sempre como renda mínima ou complemento de renda para pessoas pobres que não se colocavam no mercado de trabalho. O governo olhava por elas. Ocorre que Bolsonaro dando o 13º mas está tirando a correção do benefício pela inflação, justamente num ano em que vamos ter uma inflação maior".

"O governo Bolsonaro cortou 400 mil famílias do Bolsa Família num momento em que temos 13 milhões de desempregados e pessoas ganhando menos com empregos precários, resultado da reforma trabalhista apoiada depois do golpe. Dá com uma mão e tira com a outra. Se desse a reposição, as famílias ganhariam mais dinheiro que com o 13. Cuidado com lobo em pele de cordeiro", disparou.

Gleisi também destacou que o governo Bolsonaro pretende perdoar R$ 11 bilhões em dívidas do agronegócio. "Ué, mas não vivem chorando que não tem dinheiro? Vão perdoar dívidas de devedores do agronegócio? E vão fazer uma festa para o aumento do 13o do Bolsa Família que pega quase 50 milhões de pessoas e nem gasta R$ 2 bilhões?", criticou.

Inscreva-se na TV 247 e assista ao discurso de Gleisi no plenário:

Conheça a TV 247

Mais de Poder

Ao vivo na TV 247 Youtube 247