Gleisi admite que federação com PSB "não é fácil", mas diz que partidos estarão juntos com Lula

“São 40 dias. Não é um projeto fácil. A gente sabe disso. Mas a gente vai tentar”, afirmou a presidente do Partido dos Trabalhadores

www.brasil247.com - Deputada Gleisi Hoffmann (PR)
Deputada Gleisi Hoffmann (PR) (Foto: Ricardo Stuckert)


247 – A deputada federal Gleisi Hoffmann (PT-PR) admitiu pela primeira vez as dificuldades para a formação de uma federação com o PSB, nas eleições de 2022. “São 40 dias. Não é um projeto fácil. A gente sabe disso. Mas a gente vai tentar”, disse ela, segundo relato da jornalista Cristiane Agostine, do Valor Econômico. “É uma oportunidade para a gente formar um campo político, com maior nitidez de posição que agregue a esquerda e a centro-esquerda", afirmou Gleisi, após participar de um encontro com o ex-presidente Lula na capital paulista.

Gleisi passou a falar em coligação e disse que tanto o presidente nacional do PSB como o governador de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB), “já têm uma decisão de apoio” ao ex-presidente Lula. “O PSB com certeza estará com a gente, se não federado, coligado. Mas queremos fazer um esforço para ter a federação. Achamos isso importante. A federação dá mais nitidez a um campo político.”

“O PSB teria prevalência [em Pernambuco] e o nome normal seria Geraldo Julio, mas ele não quer sair. O PSB não tem nome e por isso colocamos o nome do Humberto. Ele sempre foi uma pessoa que teve ótimo relacionamento com o PSB, mas como o próprio Humberto diz, não vamos fazer cavalo de batalha”, reforçou Gleisi.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email