Gleisi diz que Lula será candidato, com ou sem perseguição

Demonstrando ceticismo diante da soltura imediata do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva a senadora Gleisi Hoffmann afirmou que a situação judicial do petista chegou a um "momento muito difícil"; ela declarou que o Supremo Tribunal Federal (STF) pode "restabelecer" a justiça para Lula, mas destacou que sua esperança está "no povo brasileiro"

Gleisi diz que Lula será candidato, com ou sem perseguição
Gleisi diz que Lula será candidato, com ou sem perseguição (Foto: Rafael Ribeiro)

247Demonstrando ceticismo diante da soltura imediata do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva a senadora Gleisi Hoffmann afirmou que a situação judicial do petista chegou a um "momento muito difícil". Ela declarou que o Supremo Tribunal Federal (STF) pode "restabelecer" a justiça para Lula, mas destacou que sua esperança está "no povo brasileiro".

"Antes das falas de Gleisi, o presidente do tribunal em Porto Alegre, Thompson Flores, endossou decisão suspendendo um habeas corpus que havia sido dado pelo plantonista da Corte, desembargador Rogério Favreto, em favor do ex-presidente Lula. Com a decisão de Thompson Flores, o petista fica na cadeia. A presidente do PT classificou a decisão do presidente do TRF-4 como "absurda" e "vergonhosa". Segundo ela, nenhum desembargador poderia se manifestar após a decisão do plantonista, pois não havia nenhum recurso questionando a primeira manifestação pela liberdade de Lula.

Além disso, Gleisi atacou a Polícia Federal afirmando que o órgão ficou "enrolando" e agindo "em marola" ao não liberar o petista da cadeia enquanto aguardava uma decisão administrativa. Ela disse que o ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, tem "muito o que explicar" sobre a não soltura de Lula. A PF é subordinada à Pasta comandada por Jungmann no governo federal."

Leia mais aqui.

 

 

Ao vivo na TV 247 Youtube 247