Gleisi: nova ‘carta’ de Lula será dirigida ao povo, e não ao mercado

A presidente do PT afirmou que os pilares da proposta de Lula serão geração de empregos e renda, e um impulso na disponibilidade de crédito e no aumento do consumo interno; “Vamos deixar claro: Não é uma carta dirigida ao mercado, como em 2002. É dirigida ao país, ao povo. Vamos falar de como faremos para que o Brasil se desenvolva e retome seu crescimento”, reiterou Gleisi Hoffmann; “O mercado já sabe que Lula tem responsabilidade política, fiscal e social”

A presidente do PT afirmou que os pilares da proposta de Lula serão geração de empregos e renda, e um impulso na disponibilidade de crédito e no aumento do consumo interno; “Vamos deixar claro: Não é uma carta dirigida ao mercado, como em 2002. É dirigida ao país, ao povo. Vamos falar de como faremos para que o Brasil se desenvolva e retome seu crescimento”, reiterou Gleisi Hoffmann; “O mercado já sabe que Lula tem responsabilidade política, fiscal e social”
A presidente do PT afirmou que os pilares da proposta de Lula serão geração de empregos e renda, e um impulso na disponibilidade de crédito e no aumento do consumo interno; “Vamos deixar claro: Não é uma carta dirigida ao mercado, como em 2002. É dirigida ao país, ao povo. Vamos falar de como faremos para que o Brasil se desenvolva e retome seu crescimento”, reiterou Gleisi Hoffmann; “O mercado já sabe que Lula tem responsabilidade política, fiscal e social” (Foto: Leonardo Lucena)

247 - A presidente do PT, a senadora Gleisi Hoffman (PT-PR) afirmou que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva apresentará uma nova “Carta ao Povo Brasileiro”, que já está sendo preparada com sua equipe de campanha. O objetivo é dialogar com a sociedade e não acalmar temores do mercado em um eventual novo governo do petista. De acordo com a petista, os pilares da proposta de Lula serão geração de empregos e renda, e um impulso na disponibilidade de crédito e no aumento do consumo interno.

“Vamos deixar claro: Não é uma carta dirigida ao mercado, como em 2002. É dirigida ao país, ao povo. Vamos falar de como faremos para que o Brasil se desenvolva e retome seu crescimento”, reiterou Gleisi. "Não precisamos dirigir nada ao mercado. O mercado já conhece o presidente Lula e como ele governa”, garantiu durante entrevista concedida ao Valor. “Não faz sentido o mercado ter qualquer temor ao Lula. O que ele causou de instabilidade econômica quando governou?”, questiona.

Segundo a parlamentar, "o mercado já sabe que Lula tem responsabilidade política, fiscal e social”. “A economia não pode ser pensada só sob o olhar do mercado. Tem que incluir o povo. Emprego é um indicador importante da saúde da economia. Aumento de renda também. Aumento de crédito é muito importante, bem como aumento do consumo interno”, disse. “Todas as medidas que retiraram direitos serão derrubadas, se a população concordar. O presidente Lula se manifesta no sentido de chamar um plebiscito para revogar todas as medidas do governo Temer, como a PEC do teto de gastos e a reforma trabalhista”.

Leia a íntegra

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247