Gleisi: pesquisa sobre sucessão sem Lula é fraude

"Ao excluir o nome de Lula das principais cartelas de sua próxima pesquisa, registrada no TSE, o Instituto Datafolha tenta manipular a realidade e o sentimento popular amplamente favorável ao nosso candidato", diz a senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR); Datafolha pretende divulgar pesquisa sem Lula neste domingo, embora o ex-presidente seja o líder, com 35% dos votos, e a lei brasileira não proíba que um presidiário – ainda mais um preso político – possa disputar as eleições; no dia 15 de agosto, a candidatura Lula será registrada

"Ao excluir o nome de Lula das principais cartelas de sua próxima pesquisa, registrada no TSE, o Instituto Datafolha tenta manipular a realidade e o sentimento popular amplamente favorável ao nosso candidato", diz a senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR); Datafolha pretende divulgar pesquisa sem Lula neste domingo, embora o ex-presidente seja o líder, com 35% dos votos, e a lei brasileira não proíba que um presidiário – ainda mais um preso político – possa disputar as eleições; no dia 15 de agosto, a candidatura Lula será registrada
"Ao excluir o nome de Lula das principais cartelas de sua próxima pesquisa, registrada no TSE, o Instituto Datafolha tenta manipular a realidade e o sentimento popular amplamente favorável ao nosso candidato", diz a senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR); Datafolha pretende divulgar pesquisa sem Lula neste domingo, embora o ex-presidente seja o líder, com 35% dos votos, e a lei brasileira não proíba que um presidiário – ainda mais um preso político – possa disputar as eleições; no dia 15 de agosto, a candidatura Lula será registrada (Foto: Leonardo Attuch)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – A senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) protestou contra a fraude anunciada pelo Datafolha para o próximo domingo. "Ao excluir o nome de Lula das principais cartelas de sua próxima pesquisa, registrada no TSE, o Instituto Datafolha tenta manipular a realidade e o sentimento popular amplamente favorável ao nosso candidato", diz ela. O Datafolha pretende divulgar pesquisa sem Lula neste domingo, embora o ex-presidente seja o líder, com 35% dos votos, e a lei brasileira não proíba que um presidiário – ainda mais um preso político – possa disputar as eleições. No dia 15 de agosto, a candidatura Lula será registrada. Abaixo, o tweet de Gleisi:

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247