Gleisi sobre agressividade de Bolsonaro a Lula: ele sabe quem tem liderança popular verdadeira

Presidente nacional do PT, a senadora Gleisi Hoffmann (PR) reagiu contra a agressividade de Jair Bolsonaro, que se referiu ao ex-presidente como "corrupto preso", estando ele próprio envolvido em um escândalo de corrupção sobre o qual não traz explicações; "Bolsonaro reage com agressividade e nervosismo sempre que Lula se pronuncia sobre a vida do povo. Ele sabe quem tem liderança popular verdadeira. Lula e seus governos serão o contraponto efetivo, claro, ao governo antipopular de Bolsonaro", postou Gleisi no Twitter

Gleisi sobre agressividade de Bolsonaro a Lula: ele sabe quem tem liderança popular verdadeira
Gleisi sobre agressividade de Bolsonaro a Lula: ele sabe quem tem liderança popular verdadeira

247 - A presidente nacional do PT, a senadora Gleisi Hoffmann (PR) reagiu contra a agressividade de Jair Bolsonaro, que se referiu ao ex-presidente Lula como "corrupto preso" neste fim de semana, mesmo estando ele próprio envolvido em um escândalo de corrupção sobre o qual não traz qualquer explicação plausível.

"Bolsonaro reage com agressividade e nervosismo sempre que Lula se pronuncia sobre a vida do povo. Ele sabe quem tem liderança popular verdadeira. Lula e seus governos serão o contraponto efetivo, claro, ao governo antipopular de Bolsonaro", postou Gleisi no Twitter.

 

Neste domingo, Bolsonaro publicou em seu perfil na rede social: "Diferente do que diz o corrupto preso Lula sobre o novo governo ser preconceituoso por retirar médicos cubanos do país, foi Cuba que os retirou por recusar-se a pagar salário integral a eles... Oferecemos asilo aos que querem ficar. Informações estão chegando erradas na cadeia".

A respeito do ex-assessor Fabricio Queiroz, que trabalhava para seu filho, o deputado estadual e senador eleito Flávio Bolsonaro, o presidente eleito nada disse. Exonerado no dia 15 de outubro, Queiroz é o centro de várias irregularidades da família Bolsonaro, como a contratação de pessoas da mesma família para o mesmo gabinete, o recolhimento de parte do salário de servidores na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro e ainda repasses irregulares e sem declaração ao fisco, como o cheque de R$ 24 mil à futura primeira-dama, Michele Bolsonaro.

Inscreva-se na TV 247 e assista ao Bom Dia 247 desta segunda, que tratou do tema:

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247